OQUE VOCÊ PROCURA???

Visualizações

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Culto infantil (22 de junho de 2010)

aaaaah gente, a festa foi linda, as crianças adoraram ao Senhor com alegria!!!!!!Quero agradecer a toda equipe, valeu o trabalho e vcs,Deus vos dará a recompensa, agradeço também ao nosso amado Pastor Virgílio por confiar a nós um trabalho tão delicado,obrigado mesmooooo!!!!DEUS É FIEL!!!

veja algumas fotos:


Essas são as SEMENTINHAS DE JESUS!!!AAAAAAMO VCS!!!


O NOSSO AMADO MIQUÉIAS COOPERANDO NA FESTA COM OS FANTOCHES LUKINHA E SARINHA, FOI LINDINHO, E AS CRIANÇAS LOUVARAM JUNTO, ÓOOOOOOOOOH GLÓRIA!!!

OBRIGADO PAPAI DO CÉU!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

O LADRÃO DA ALEGRIA

Personagens 8 :
>Menina Chorona
>Crianças 1 e 2 (C1 e C2)
>Ladrão de Alegria
>Casal de namorados (amor)
>Criança com pirulito e doces, (C3)
>Menina Feliz

Menina Chorona entra, soluçando, triste, caracterizando a personagem:
Gente, eu perdi minha alegria! Estou tão triste... Vocês viram se a alegria passou por aí?? E o pior é que eu ouvi dizer que há um ladrão roubando a alegria das pessoas! Eu perdi a minha, e ainda tem gente roubando alegria dos outros! Assim não dá! (senta e fica cabisbaixa, "bicuda").
Entram 2 crianças com brinquedos, felizes. A Menina Chorona as vê e chega mais perto (C1 e 2)
Menina Chorona: Oi...
2C: Oi!!
Menina Chorona:Por que vocês estão tão felizes??
C1: Porque eu tenho meu urso!
C2: E eu tenho minha boneca!
Menina Chorona:E eles dão alegria?
2C: Muita!...
Menina Chorona:Puxa... Me empresta um pouquinho?
2C: Não!!!!
Menina Chorona:Só um pouquinho...Eu estou tão triste...
C1: Nem pensar!
C2: Não mesmo!
Menina Chorona (fazendo cara de desdém): Tudo bem, eu nem queria mais, tá! Não preciso disso, tá! Mas olhem, tomem cuidado, porque tem um ladrão por aí que anda roubando a alegria das pessoas...e ele pode roubar a de vocês...
C2: Ah, rouba nada! (C1 concorda com a cabeça)
Menina Chorona sai de cena, e as 2C ficam brincando, quando o Ladrão de Alegria chega de repente.
Ladrão de Alegria:Ha, ha, ha!!! (falando para o público, as crianças não percebem) Eu sou o Ladrão de Alegria! E vou roubar a alegria dessas criancinhas! Há, há, há!!!!!
(assusta as 2C e rouba os seus objetos. Sai de cena correndo, escondendo os brinquedos. As 2C ficam chorando).
A Menina Chorona volta, e encontra as 2C chorando e pergunta porque. Elas contam o que aconteceu.
Menina Chorona:Viram! Eu bem que avisei pra vocês! Mas eu vou continuar procurando a alegria, e quando eu achar eu aviso a vocês.
As 2C saem de cena, e a Menina Chorona fica pensando onde pode achar a alegria.
Menina Chorona fala com o público :
Ei, vocês ! Vocês sabe onde eu posso achar a alegria ? (faz um diálogo)
Chega casal de namorados com cartolina de coração.
Menina Chorona: Oi !
Casal: Oi !
Menina Chorona:Eu estou procurando a alegria, e vocês me parecem tão felizes... me dá este coração ?
Casal: Não !
Namorada: Isto aqui é o coração que representa que eu gosto muito dele
Namorado: E eu dela, claro!
Menina Chorona:Ah sei... Ah, mas eu não preciso disso, fique pra vocês. Mas eu vou contar um segredo de amiga: Tem um ladrão aí q tá roubando a alegria de todo mundo, segurem bem isto..
Namorado: Ah, mas este aqui ele não vai conseguir pegar.
Namorada: Nós seguramos bem forte
Menina Chorona:Então tá ! Mas eu avisei, tchau! Eu tenho que procurar a alegria...
Ladrão de Alegria entra pedindo silêncio para as crianças
Ladrão de Alegria:Oi
Casal ficam com cara de suspeitos
Ladrão de Alegria:Que lindo este coração né?
Casal: É sim, e é nosso!
Ladrão de Alegria pega rápido
Ladrão de Alegria:Agora não é mais, Ha! Ah! Ah! (e sai)
Menina Chorona volta
Menina Chorona:Ei, porque vocês ficaram tão tristes ?
Casal: o Ladrão de Alegria roubou nosso coração (e vão saindo)
Menina Chorona com o público: Eu avisei, vocês viram né ?
(chega criança doces)
C3: Hummm que pirulito gostoso !
Menina Chorona:Oi,
C3: Oi...
Menina Chorona:Sabe... eu tô muito triste !
C3: É por que ?
Menina Chorona:Porque eu não tenho um pirulito desse pra me deixar bem feliz... me empresta um pouquinho?
C3: Não ! Se eu te emprestar eu vou ficar triste
Menina Chorona:Mas é só um pouquinho...
C3 ficando de costas
C3: Não! Não dá pra emprestar
Menina Chorona:Ah é? Então você fica sabendo que o Ladrão de Alegria vai vir pra pegar o seu pirulito e você vai ficar bem tristinho .
C3 dá de ombros
Ladrão de Alegria chega dando um susto
Ladrão de Alegria:Desculpe eu não quis te assustar.
C3: Quem é você ?
Ladrão de Alegria pegando o pirulito dele: Adivinha há há ha?
C3 chorando: Ah não é o Ladrão de Alegria
Sai chorando
Menina Chorona:viram só? Assim não dá, o Ladrão de Alegria está pegando tudo e eu não achei a Alegria de verdade. (senta triste)
Menina Feliz entra cantando (a alegria...): vê a Menina Chorona triste.
Menina Feliz: Oi... Por que você está chorando? O que aconteceu?
Menina Chorona:Ah, eu estou cansada de ser triste... Eu perdi minha alegria, já procurei em todo lugar, e não encontro... Só encontrei outras pessoas, tristes também, porque o Ladrão de Alegria roubou a alegria delas...
Menina Feliz: Roubar a alegria?? Como assim?
Menina Chorona:Ué, ele pegava os brinquedos delas, o amor, os doces... as coisas que os deixavam felizes...
Menina Feliz: Ah, mas isso não é Alegria de verdade! Eu tenho uma alegria que ninguém pode tirar de mim!
Menina Chorona (leva um susto com a afirmação da Menina Feliz): Mas como? Cadê ela?? Me empresta um pouquinho??
Menina Feliz: Olha, emprestar pra você eu não posso, porque ela é minha... mas a pessoa que me deu toda essa alegria pode te dá-la pra sempre!
Menina Chorona:Pra sempre?! Ah, eu quero sim! Quem é essa pessoa, como eu falo com ela??
Menina Feliz: Essa pessoa é muito especial, sabe, ela é Jesus. Só ela pode te dar uma alegria de verdade e pra sempre. E pra conseguir é só pedir pro Papai do Céu, que dá pra quem quiser, é só pedir pra Ele entrar no seu coração. Você quer?
Menina Chorona:Ah, eu quero sim!
Menina Feliz: Então, eu vou fazer uma oração com você, tá? Vem, ajoelha aqui.
(as duas se ajoelham e a Menina Chorona copia os gestos da Menina Feliz, que faz "posição de oração": olhos fechados e mãos juntas).
(os outros personagens vão entrando aos poucos se ajoelhando e repetindo a oração)
Menina Feliz: Papai do céu repete...
Menina Chorona:Papai do céu repete...
Menina Feliz: Entra no meu coraçãozinho...
Menina Chorona:Entra no coraçãozinho dela... (e aponta para ela)
Menina Feliz: Não... entra no seu coraçãozinho porque você que quer...
Menina Chorona:Ah é... entra no meu coraçãozinho porque eu que quero...
Menina Feliz: E perdoa todo mal que eu fiz
Menina Chorona:E perdoa todo mal que eu... (Menina Chorona interrompe a oração) até puxar o cabelo da minha irmãzinha?!
Menina Feliz: Sim...
Menina Chorona:Mas ela mereceu... e também foi um pecado bem pequenininho, seria grande se eu tivesse batido nela ou arrancado o cabelo dela...
Menina Feliz: É só que pra Deus não existe pecado grande nem pequeno, é tudo igual...
Menina Chorona:Ah está bem... então: Perdoa todo mal que eu fiz, até bater na minha irmãzinha, mesmo que ela tenha merecido.
Menina Feliz: E me dá muita alegria...
Menina Chorona:E me da muita, muita, muita, muita, muita, muita, muita, muita, muita alegria...
Menina Feliz: Em nome de Jesus
Menina Chorona:Em nome de Jesus
Menina Feliz: Amém.
Todos bem forte: Amém!
Menina Chorona:Oi amigos...agora nós achamos a Alegria que ninguém pode tirar né ?
Menina Feliz: Agora vocês tem Jesus, Ele sim dá a verdadeira Alegria
Todos cantam a canção: "Alegria"
A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus,
a verdadeira paz só tem aquele que já conhece a Jesus,
o sentimento mais precioso que vem do nosso Senhor
é o amor que só tem quem já conhece a Jesus..
Aleluia!
(Autor Desconhecido)

segunda-feira, 7 de junho de 2010

O SALVADOR VEM AÍ!


FRASE DO DIA:O SALVADOR ESTÁ CHEGANDO!
MEMÓRIA EM AÇÃO:"PREPAREM O CAMINHO PARA O SENHOR PASSAR!ABRAM ESTRADAS RETAS PARA ELE!"

MENSAGEM:

João e sua missão!

João Batista foi o precursor de Jesus, isto é, aquele que veio preparar o povo para recebê-lo. Á história da sua infância encontra-se no Novo Testamento, no evangelho de São Lucas, capítulo Primeiro, versículos 5 a 23 . Veja ainda (Lc l, 56-80). Alguns fatos da sua vida são narrados também nas outros três evangelhos: São Mateus, São Marcos e São João.

Zacarias e Isabel, os pais de João Batista, moravam numa cidade chamada Ain-Karim. Eram de idade avançada e não tinham filhos. Porém, eles confiavam muito em Deus e oravam pedindo-lhe um filho.

Isabel sempre recordava as histórias dos milagres que Deus fizera para Sara e Ana, duas mulheres que também não podiam ter filhos. E que só se tornaram mães, quando já eram idosas. E ela dizia: "Deus podia me dar um nenê também".

E não demorou muito para esse milagre acontecer. Certo dia, Zacarias (que era sacerdote), teve uma visão de Deus. Enquanto ele estava no templo apareceu-lhe o anjo Gabriel e disse-lhe: "Deus ouviu a oração de vocês; sua esposa vai ter um filho, que se chamará João. Todos vão se alegrar com o seu nascimento".

Mas Zacarias não acreditou muito e perguntou ao anjo: "Como saberei que isso vai acontecer? Pois sou velho e minha esposa também. Como poderemos ter filho?" O anjo lhe disse: "Você ficará mudo até o dia em que seu filho nascer, porque não acreditou nas minhas palavras".

Quando Zacarias saiu do templo, só se comunicando através de sinais, o povo percebeu que o sacerdote tivera uma visão de Deus.

Ele, porém, não explicou nada a ninguém. Só Isabel compreendeu, pois ficou grávida logo depois. Os dois ficaram muito felizes, e ansiosos, esperavam o nascimento de João.
...e o tempo passou, João nasceu.Ele realmente era diferente das pessoas da sua época,ele se vestia com roupas feitas de pêlo de camelo, comia gafanhoto e mel, vivia no deserto, que diferente né?
Mais nosso amado João era cheio do Espírito Santo e começou a anunciar a chegada de JESUS.Ele dizia:-arrependam-se dos seus pecados e sejam batizados.Eu batizo vocês com agua, mas esta chegando alguém que é mais importante do que eu, eu não mereço a honra de desamarrar as correias das sandálias dele. Ele os batizará com o Espírito Santo e com o fogo.

Era necessario que alguem anunciasse a chegada do Salvador, e Deus escolheu João Batista, mais apesar dele ser especial, ele sabia que Jesus era a pessoa mais importante .

quarta-feira, 2 de junho de 2010

PULSEIRAS COLORIDAS




ALERTA AOS PAIS
Pulseiras coloridas ou pulseiras do sexo:



À primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos de crianças parece inocente.

Mas na realidade elas são um código para as suas experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até ao sexo propriamente dito.

Poderia confundir-se com mais uma daquelas modas que pega, uma vez que é usado por milhares em várias escolas primárias e preparatórias no Reino Unido e custam apenas uns centavos em qualquer banca ao virar da esquina.

Mas as diferentes cores das ditas pulseiras de plástico – preto, azul, vermelho, cor-de-rosa, roxo, laranja, amarelo, verde e dourado – mostra até que ponto os jovens estão dispostos a ir, se proporcionar, desde dar um beijo até fazer sexo.


Andam uns atrás dos outros nos recreios das escolas, na tentativa de rebentar uma das pulseiras. Quem a usava terá de “oferecer” o ato físico a que corresponde à cor. É o “último grito” do comportamento promíscuo que sugere, cada vez mais, que a inocência da infância pertence a um passado distante.

Quase tão chocante como as “festas arco-íris” – encontros com muito álcool e droga à mistura, em que as meninas usam batons de cores diferentes para deixar a “marca” nos rapazes após o sexo oral -, as “pulseiras do sexo”, que custam apenas um euro (um pacote com várias), têm um custo maior que foge ao alcance de muitos pais.

Significado de algumas cores :
» Amarela – é a melhor porque significa das um abraço no rapaz;
» Laranja – significa uma “dentadinha do amor”;
» Roxa – já dá direito a um beijo com língua;
» Vermelha – tem de lhe fazer uma lap dance (dança erótica);

as outras cores são pior doque se pode imaginar...veja em: www.maqgoo.com/.../pulseiras-do-sexo-alerta-aos-pais/

»Símbolo de respeito
Como quase em tudo nestas idades, existe um estigma por detrás das pulseiras: quem não as usar é excluído e quem usar as cores preto e dourado é mais respeitado. “No meu grupo da escola, a líder – que serve de exemplo para todos – só usa pulseiras pretas e douradas. Todos os rapazes da minha turma usam pretas e se uma rapariga também usa, eles gostam todos dela”, conta a criança de 12 anos.

REPASSE.

O BISCOITO

O Biscoito!




Certo dia, uma moça estava a espera de seu vôo na sala de embarque de um aeroporto.
Como ela deveria esperar por muitas horas, resolveu comprar um livro para matar o tempo. Também comprou um pacote de biscoitos.

Então, ela achou uma poltrona numa parte reservada do aeroporto para que pudesse descansar e ler em paz. Ao lado dela se sentou um homem.
Quando ela pegou o primeiro biscoito, o homem também pegou um. Ela se sentiu indignada, mas não disse nada. Ela pensou para si: "Mas que cara de pau. Se eu estivesse mais disposta, lhe daria um soco no olho para que ele nunca mais esquecesse..."

A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um. Aquilo a deixava tão indignada que ela n?o conseguia reagir.

Restava apenas um biscoito e ela pensou:
"O que ser? que o abusado vai fazer agora? Então, o homem dividiu o biscoito ao meio, deixando a outra metade para ela.
Aquilo a deixou irada e bufando de raiva. Ela pegou o seu livro e as suas coisas e dirigiu-se ao embarque.
Quando sentou confortavelmente em seu assento, para surpresa dela, o seu pacote de biscoito estava ainda intacto, dentro de sua bolsa.

Ela sentiu muita vergonha, pois quem estava errada era ela, e j? n?o havia mais tempo para pedir desculpas. O homem dividiu

os seus biscoitos sem se sentir indignado, ao passo que isto lhe deixara muito transtornada.
Em nossas vidas, por vezes, estamos comendo os biscoitos dos outros, e não temos a consciencia de quem está errado somos nós.
.

DEIXE A RAIVA SECAR

Deixe a Raiva secar




Marcela ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas.

No dia seguinte, Júlia sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar. Marcela não podia, pois iria sair com sua mãe naquela manhã. Júlia então, pediu a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio. Marcela não queria emprestar, mas, com a insistencia da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme por aquele brinquedo tão especial.

Ao regressar do passeio, Marcela ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão. Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada. Chorando e muito nervosa, Marcela desabafou: "viu, mamãe, o que a Júlia fez comigo?

Emprestei o meu brinquedo, ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão. Totalmente descontrolada, Marcela queria, porque queria, ir ao apartamento de Júlia pedir explicações. Mas a mãe, com muito carinho ponderou: "Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo todo branquinho e um carro, passando, jogou lama em sua roupa?

Ao chegar em casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou. Voc? lembra o que a vovó falou? Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro. Depois ficava mais fácil limpar. Pois é, minha filha, com a raiva e a mesma coisa. Deixa a raiva secar primeiro. Depois fica bem mais fácil resolver tudo" - Marcela não entendeu muito bem, mas resolveu seguir o conselho da mãe e foi para a sala ver televisão.

Logo depois alguns minutos tocou a campainha. Era Júlia, toda sem graçaa, com um embrulho na mão. Sem que houvesse tempo para qualquer

pergunta, ela foi falando: "Marcela, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atrás da gente? Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei. Ai ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado. Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro brinquedo igualzinho para você. Espero que você não fique com raiva de mim. Não foi minha culpa."

"Nao tem problema - disse Marcela - minha raiva já secou." E dando um forte abraço em sua amiga, tomou-a pela mão e levou-a para o quarto para contar a historia do vestido novo que havia sujado de barro.

Nunca tome qualquer atitude com raiva.
A raiva nos cega e impede que vejamos as coisas como elas realmente são.

Assim voce evitará cometer injustiças e ganhará o respeito dos demais pela sua posiçao ponderada e correta diante de uma

situação difícil.

Lembre-se sempre:

Deixe a raiva secar!

Fonte: Leina - Central de Diretores J. A.

LENÇOL SUJO

Lençol Sujo
Um casal, recém casados, mudou-se para um bairro muito tranquilo.

Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou através da janela em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido:

- Que lençóis sujos ela está pendurando no varal!

Provavelmente está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

O marido observou calado.

Alguns dias depois, novamente, durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e a mulher comentou com o marido:

- Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

E assim, a cada dois ou três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.

Passado um mês a mulher se surpreendeu ao ver os lençóis brancos, alvissimamente brancos, sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido:

- Veja ! Ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha ensinou !? Porque , não fui eu que a ensinei.

O marido calmamente respondeu:

- Não, é que hoje eu levantei mais cedo e lavei os vidros da nossa janela!

E assim é.

Tudo depende da janela através da qual observamos os fatos.

Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações.

Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos.

Só assim poderemos ter real noção do real valor de nossos amigos.

Lave sua vidraça.

Abra sua janela.

"Tire primeiro a trave do seu olho, e então verás claramente para tirar o cisco do olho do teu irmão" (Mateus 7:5)

Deus te abençoe !

O DEFEITO


O Defeito

Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço. Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe; o pote rachado chegava apenas pela metade. Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe.

Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote rachado estava envergonhado de sua imperfeição, e sentindo-se miserável por ser capaz de realizar apenas a metade do que ele havia sido designado a fazer.

Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia à beira do poço.

- "Estou envergonhado, e quero pedir-lhe desculpas."

- "Por quê?" Perguntou o homem.

- "De que você está envergonhado?"

- "Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas a metade da minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços," disse o pote.

O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou:

- "Quando retornarmos para a casa de meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho."

De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou as flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu certo ânimo. Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha.

Disse o homem ao pote:

- "Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado. Eu ao conhecer o seu defeito, tirei vantagem dele. E lancei sementes de flores no seu lado do caminho, e cada dia enquanto voltávamos do poço, você as regava. Por dois anos eu pude colher estas lindas flores para ornamentar a mesa de meu senhor.

Sem você ser do jeito que você é, ele não poderia ter esta beleza para dar graça à sua casa."

Cada um de nós temos nossos próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Porém, se permitirmos, o Senhor vai usar estes nossos defeitos para embelezar a mesa de seu Pai. Na grandiosa economia de Deus, nada se perde.

Nunca deveríamos ter medo dos nossos defeitos. Se os reconhecermos, eles poderão ser transformados por Deus para causar beleza. Nas nossas fraquezas o Senhor diz que seremos fortes , portanto vamos deixá-Lo agir com liberdade em nossas vidas para sermos sim transformados a Sua REAL imagem e semelhança .

Deus te abençoe e capacite ..



AS DUAS CASAS


HISTÓRIA:


AS DUAS CASAS



Certo dia, Jesus contou uma estória sobre duas casas bem bonitinhas, muito parecidas, construídas na beira do mar.


De longe ninguém percebia; nem de perto era fácil perceber a diferença entre as casas...


A diferença entre essas duas casas é que uma foi construída sobre uma rocha, uma pedra firme, bem segura... A outra foi feita na areia bem macia e fofa.


Duas casinhas tão bonitas, na beira do mar...
Um dia, veio uma chuva muito forte; um temporal... Com muitos raios, trovões. Caiu muita água...


Mas logo, o vento começou a acalmar, a chuva foi diminuindo, e o céu foi clareando novamente.


Mas, e as casas? Vejam só! Uma caiu, e a outra ficou firme. Qual será que foi levada para o mar?


A casa construída na pedra não caiu.


Mas a que estava na areia... no primeiro ventinho, se partiu!
Jesus contou esta estória. Sabem o que ele queria dizer com esta estória?


Que assim acontece com a gente também. Quem escuta a boa notícia que é o Reino de Deus, mas não muda sua vida, não faz a vida mudar, é como aquele que constrói a casa na areia, uma casa que cai fácil; é uma pessoa sem juízo...


Mas quem constrói a vida em uma rocha firme, que é Deus, agüenta firme os problemas, tem força para lutar, continuar... Quem tem Deus como fundamento é como aquele que construiu a casa sobre a rocha: é sábio!





oração final


Querido Deus, dá-nos sabedoria para sermos como o homem que construiu a casa sobre a rocha. Pedimos também que sejas o fundamento de nossas vidas, amparando-nos para não cairmos por causa de qualquer ventinho. Amém!







sugestão de atividade

1. Faça uma colagem com areia, palitos e papel crepom, representando o cenário da estória (a beira mar e as casas).


2. Onde foram construídas as casas?


3. O que aconteceu com cada casa?


4. Qual foi a comparação que Jesus fez entre os construtores das casas e as pessoas?

DICAS DE PLANEJAMENTO DE AULA





PEDAGOGIA




1. SAIBA COMO PLANEJAR, COM EFICÁCIA, SUA AULA:


Conteúdo deve ser de pleno conhecimento do professor, o primeiro a ser considerado no planejamento da aula.
Extensão e tempo é necessário verificar a quantidade de informações e ensinamentos a serem transmitidos. É preciso fazer uma seleção de conteúdos, priorizar as informações e ensinamentos que mais se harmonizam com os objetivos da aula, de forma prática no tempo disponível.
A exposição de uma lição requer uma boa distribuição de tempo:

Abertura (5%) – uma espécie de “quebra-gelo”: pergunta, brincadeira ou dinâmica para descontração dos presentes (geralmente ligada ao tema).

Introdução (10%) – estabelecimento de relações com o tema estudado na aula anterior. Desperta a disposição para a aprendizagem. É por isso que deve haver criatividade, por parte do professor, que, também, precisa utilizar notícias de jornal, fatos contemporâneos, ilustrações e experiências corriqueiras para que os alunos se familiarizem.

Interpretação (30%) – a argumentação bíblica do professor deve ser consistente com as verdades contidas na Palavra de Deus, de tal modo que os alunos posam interpretá-las e aplicá-las.

Aplicação (40%) – o aluno deve ser estimulado a mudar aspectos de sua vida para andar de acordo com o que está contido nas Escrituras: os princípios, leis, ensinamentos que devem ser levados em consideração, esclarecidos e assimilados para a formação do caráter cristão. É o momento no qual deve-se estimular a participação, o partilhar de experiências que propiciem edificação e aprendizado. Tudo isto deve ser feito com a supervisão e direcionamento do professor para que não se escape dos objetivos da aula. Conclusão (15%)- recapitulação das principais informações transmitidas e repasse de conhecimentos aprendidos. É o momento de fechar idéias, confirmar doutrinas e demonstrar a importância da mudança de atitudes e comportamentos. É momento de comunhão e edificação espiritual, por meio do qual os alunos farão uma introspecção para expor, diante do Senhor, a situação real de sua vida em busca de mudança.




>>>>PROFESSOR, JAMAIS ESQUEÇA QUE:<<<<




à frente da sala deve estar um verdadeiro cristão, alguém que tenha uma real experiência de conversão e que procura santificar sua vida. Tal serviço prestado ao Rei é resultado de uma vocação, um gesto de adoração. Não basta ser profissional, é necessária a submissão ao Senhor Jesus, uma vida de adoração, de execução da Sua vontade e busca pelas coisas de cima, tal como o salmista orou: “Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da Tua lei.” (Sl 119.18). É preciso reconhecer-se dependente do Senhor, incapaz de compreender a Palavra sem o Seu auxílio, moldando a sua vida de acordo com esta Palavra. O professor deve ser um depósito de verdades divinas e fiel guardião da sã doutrina à medida que viver em comunhão com a Palavra de Deus (Sl 119.97; Ex 3.1). Este amante da Palavra, certamente, vive com o seu coração a ferver com palavras boas, ensinamentos eternos e vivos que fazem toda a diferença (Sl 45.1).