OQUE VOCÊ PROCURA???

Visualizações

sexta-feira, 23 de julho de 2010

REGRAS PARA O CONVÍVIO EM SALA DE AULA

 É  bacana confeccionar as plaquinhas e expor em sala de aula, explique cada uma delas e peça ajuda aos amiguinhos,e sempre que algum deles fizer algo que não é permitido, use a plaquinha para explicar novamente,nunca se canse de explicar as regras, faça eles entenderem que existem  limites!

                        
fonte: http://www.baupedagogico.blogspot.com/

OS 7 PECADOS CAPITAIS DOS EDUCADORES



1) Corrigir publicamente: Jamais deveria expor o defeito de uma pessoa, por pior que ela seja, diante dos outros.



2) Expressar autoridade com agressividade: Os que impõem sua autoridade são os que têm receio das suas próprias fragilidades. Para que se tenha êxito na educação, é preciso considerar que o diálogo é uma ferramenta educacional insubstituível.



3) Ser excessivamente crítico: obstruir a infância da criança. Os fracos condenam, os fortes compreendem, os fracos julgam, os fortes perdoam. Os fracos impõem suas idéias à força, os fortes as expõem com afeto esegurança.



4) Punir quando estiver irado e colocar limites sem dar explicações: A maturidade de uma pessoa é revelada pela forma inteligente com que ela

corrige alguém. Jamais coloque limites sem dar explicações. Use primeiro o silêncio e depois as idéias. Elogie de corrigi-lo ou criticá-lo. Diga o quanto ele é importante, antes de apontar-lhe o defeito. Ele acolherá melhor suas observações e o amará para sempre.



5) Ser impaciente e desistir de educar: É preciso compreender que por trás de cada jovem arredio, agressivo, há uma criança que precisa de afeto. Todos queremos educar jovens dóceis, mas são os que nos frustram que testam nossa qualidade de educadores. São os filhos complicados que testam a grandeza do nosso amor.



6) Não cumprir com a palavra. As relações sociais são um contrato assinado no palco da vida. Não o quebre. Não dissimule suas reações. Seja honesto com os educandos. Cumpra o que prometer. A confiança é um edifício difícil de ser construído, fácil de ser demolido e muito difícil de ser reconstruído.



7) Destruir a esperança e os sonhos. A maior falha que podem cometer é destruir a esperança e os sonhos dos jovens. Sem esperança não há estradas, sem sonhos não há motivação para caminhar. O mundo pode desabar sobre uma pessoa, ela pode ter perdido tudo na vida, mas, se tem esperança e sonhos, ela tem brilho nos olhos e alegria na alma.

Augusto Cury

quarta-feira, 21 de julho de 2010

FOTOS DO CULTO INFANTIL EM 20/07/10


QUE A PALAVRA DE DEUS SEJA GRAVADO NA MEMÓRIA DE CADA CRIANÇA.
OBSERVEM A HISTÓRIA DO NOSSO AMIGUINHO NOÉ, ELE FOI UM EXEMPLO DE OBEDIÊNCIA,SEJA UM EXEMPLO VOCÊ TAMBÉM!


OLHA AÍ O JUQUINHA E A SARINHA TRAZENDO A FEFLEXÃO:
--> NOÉ, HOMEM JUSTO E BOM!

OBS: essa história vc encontra aqui no blog, vá em marcadores no item histórias bíblicas.



QUE LINDOOOO!!!! OLHA A NOSSAS CRIANÇAS!!!!
DEUS, ABENÇOE CADA UMA DELAS!





 ESSE É O NOSSO AMADO PASTOR VÍRGILIO,NOS TE AMAMOS!!!OBRIGADO POR NOS AJUDAR E SEMPRE CONFIAR EM NOSSO TRABALHO!



sexta-feira, 9 de julho de 2010

A ARCA DE NOÉ

A ARCA DE NOÉ





A bíblia conta-nos a história de um homem chamado Noé, que era justo e íntegro entre o povo. Noé era amigo de Deus e por isso foi avisado por Deus, de que um dilúvio iria vir sobre a terra, pois a terra estava cheia de pessoas muito más que só faziam aquilo que era errado aos olhos de Deus.
Deus disse a Noé: « Noé, decidi que este pecado na terra tem de terminar, por isso quero que faças uma arca de tábuas de cipreste, e nela farás compartimentos e a calafetarás com betume por dentro e por fora, a medida da arca será de trezentos côvados de comprimento, cinquenta de largura e trinta de altura, farás ao redor da arca uma abertura de um côvado de altura, a porta da arca vais colocá-la de lado, farás também pavimentos na arca, um em baixo, depois um segundo e um terceiro.
Porque Eu vou derramar água sobre esta terra, para consumir todos os pecadores que não temem o meu nome. Tu, porém serás salvo, tu e a tua casa, e assim farás, de tudo o que vive, de toda a carne, dois de cada espécie, macho e fêmea, farás entrar na arca, para que sejam conservados vivos, junto de ti, das aves também levarás contigo segundo a espécie, do gado segundo a espécie, de todo o réptil segundo a espécie, dois de cada entrarão contigo naquela arca. Leva contigo tudo o que se come, para te alimentares a ti e á tua família e aos amimais. »
E assim fez Noé como Deus lhe tinha ordenado. Mas Noé como era um homem bom, falou a todas as pessoas daquela terra acerca daquilo que iria acontecer, mas as pessoas não acreditaram nele e riam-se dizendo:
« O velho Noé está maluco, pois anda por aí dizendo que Deus vai mandar chuva á terra, e nós temos que nos arrepender dos nossos pecados e respeitar Deus, ah!ah!ah! Isso é que era bom! Nós nunca vimos chover na terra, como é que ele diz que vai chover? Não acreditamos nisso, o velho Noé está maluco. »
E Noé continuou a trabalhar na arca e a falar acerca daquilo que iria acontecer. Durante cento e trinta anos ele falou e falou ..., mas ninguém lhe deu ouvidos. Finalmente chegou o dia em que a arca ficou pronta e disse Deus a Noé: « Noé entra na arca tu e toda a tua casa, porque tens sido um homem justo e fiel diante de mim, é chegada a hora, pois este povo teve cento e vinte anos para se arrepender e não o fez, agora tenho que fazer vir a chuva sobre a terra, leva a tua família e os animais que eu te ordenei que ajuntasses e entra na arca. »


E o Noé entrou na arca e assim que ele entrou começaram a cair gotas de água na terra, ...ping...ping...ping. Cada vez a chuva caia com mais força e quando o povo da terra viu a chuva a cair começaram a correr para o cimo do monte onde Noé tinha construído a arca, e começaram a gritar:
« Noé abre-nos a porta! Agora acreditamos que aquilo que falavas é verdade, deixa-nos entrar! Mas Noé tristemente respondeu-lhes: « Mesmo que eu quisesse abrir-vos a porta não poderia, pois O Senhor Deus fechou a porta por fora e nós não podemos abri-la.»
A chuva caiu na terra durante quarenta dias e quarenta noites sem parar, até que inundou toda a terra. Então Deus fez soprar um vento sobre a terra e as águas baixaram, a chuva parou.
Quarenta dias depois da chuva ter parado, o Noé abriu uma janela da arca e soltou um corvo, mas o corvo não encontrando lugar para pousar voltou para a arca, então Noé soltou uma pomba e a pomba quando voltou trazia consigo um ramo de oliveira, que era um sinal de que as águas tinham baixado.
Deus abriu a arca e Noé saiu com a sua família e todos os animais.


Então Deus falou com Noé e disse: « Agora quero que te multipliques nesta terra e que cuides dela, e prometo que a terra jamais será destruída por água, e para saberem que aquilo que falo é verdade, colocarei no céu o sinal da minha promessa, nas nuvens colocarei o meu arco e esse arco será o sinal da minha promessa, quando cair chuva sobre a terra então logo aparecerá esse arco, que se estenderá sobre a terra. Porque Eu sou Deus. » Génesis 6:1
Assim foi, o arco - Íris que vemos hoje depois da chuva é o arco que Deus colocou no céu como sinal de que Ele é um Deus fiel e verdadeiro.



Desejo que tenhas gostado da história de Noé, ela é um exemplo para a nossa vida de como devemos viver de uma forma agradável a Deus. Para que O Senhor não envie " chuva " para a nossa terra. Que Deus te abençoe.


FONTE: http://escolabiblicacriativa.blogspot.com