OQUE VOCÊ PROCURA???

Visualizações

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Final de trimestre/Setembro 2012

Mais uma etapa sendo concluída, graças ao nosso DEUS!
Nessa hora a nossa mente fica a mil, queremos recompensar a nossa turma por tanto esforço e dedicação.Daí vamos ver algumas sugestões:

>Expor as atividades na sala de aula já torna-se uma obrigação,faz com que a criança sinta orgulho e é um estimulo  para as próximas tarefinhas. 

> Criar um slide com os momentos deles em sala de aula e expor no salão principal enquanto eles louvam na hora do corinho (geralmente apos o recital) é uma boa ideia porque gasta pouco tempo, princialmente se houver reunião apos a EBD.

> Quanto as premiações, cuidado.As vezes cometemos erros, observe bem as suas anotações:
-quem trouxe mais visitantes;
- quem trás a Bíblia frequentemente,entre outros.Particularmente não gosto de presentear dessa forma, existem crianças muito carente quanto a desenvolver atividades simples como em trazer um coleguinha, não por culpa dela, mais dos pais ou responsáveis e dessa forma ela pode se sentir inútil, incapaz.

Outra dica é dá ao menos um bombom para cada aluno.Aos que faltam com mais frequência, elabore também uma cartinha que fale de saudade e do quanto ele é importante e peça que todos os alunos assinem com você, mais antes leia para que eles concordem.

Já pensou em confeccionar um diploma??Olha que bacana essas sugestões:

Para todos os alunos:



 Honra ao Mérito:






Fica legal colocar numa moldura, você encontra em lojas populares a partir de R$3,00.



---------------------------------------------------------------------------------

Que Deus continue conosco ...

Que suas aulas sejam inspiradas e orem sem sessar.


terça-feira, 18 de setembro de 2012

DIA DA CRIANÇA - PROGRAMAÇÃO

Obaaaa! Lá vem o dia da criançaaaaaa!



 É uma data ótima para reunir a criançada da igreja e do bairro e fazer uma festança.Aproveitem a oportunidade.

>>Vamos procurar um tema  que fale da criança, de seus valores, da importância dela como canal para falar de Jesus em casa, na escola, com os amiguinhos...

Exemplo:


1º TEMPO
>>Falar do Ide é uma ideia excelente, ainda existem crianças que pensam que o Ide, as Missões são apenas para os adultos.
>>Existem vídeos que trazem testemunhos de crianças que evangelizam, use um deles como material de apoio, vou deixar uma sugestão pra vcs: 




Vitória tem um testemunho liindo. As crianças precisam ser impactadas,mesmo que se impressionem um pouco não fará mal. Agora preste atenção para não fazer terrorismo, destaque a força da menina,a valentia dela e a melhor escolha que é servir ao Senhor.

Exalte a saúde das suas crianças, do milagre da vida, fale da Adoração ao Senhor.O IDE É UMA ORDEM,quem o faz adora ao Senhor.

2º TEMPO
Depois da sua palestra( use um vocabulário voltado pra sua platéia, infantil),ofereça folhas e lápis coloridos, peça para que façam um desenho e uma frase carinhosa para Papai Do Céu.


3º TEMPO
 Um dos momentos mais esperados: Brincar.
 Faça com divisões de faixa etária.
 >> Se possível use o TEATRO, as crianças amam! É bom demais né?!!
Enquanto as crianças estão brincando, separe uma equipe pra expor as atividades deles.Vai ser uma surpresa para a criançada, voltar e ver sua tarefinha no mural(pode usar no varal ou até mesmo nas paredes).Dê um tempo, eles com certeza apontará suas artes para os coleguinhas(5min é o bastante).

4º TEMPO
 Lanche 
Sugestão: Pipocas
                 Sucos
                 biscoitos
                 bolos
                 lancheiras 

FINAL

 REÚNA TODAS AS CRIANÇAS PARA AGRADECER A PRESENÇA,CONVIDAR PARA O CULTO E FAÇA UMA ORAÇÃO BEM ESPECIFICA.



>>Dica para lancheiras: 

saquinho de TNT, é facinho de fazer e o custo é mínimo:



>>Dica para ornamentar:

 Abusar dos balões pode, olha que fofo!





IMPORTANTÍSSIMO: 
>Crie uma Equipe de apoio; faça o favor de ter com você pessoas que amem e tenham habilidade com as crianças. Existem pessoas que até gostam, mais durante um evento, se distraem com a programação e esquecem da meninada.
>Não sirva lanches durante o filme ou teatro, vira uma bagunça, impossível dominar, doces trazem alegria excessiva, tooodo mundo quer!
>Mantenha os banheiros limpos.
>Nada de brigar com as crianças, tente convence-los que a ordem tem que ser mantida.
>Não cante ou dance "10"musicas, é muito chato.Cansa!
>Seja breve nas palavras.
>Não deixe intervalos longos.
>Não deixe água exposta, mais plaquinhas que indiquem (com palavras e gravuras).
>Lixeira pode ficar exposta.
>Faça fila para as lancheiras, é bom para exercer a paciência e a ordem.




Beijos!



terça-feira, 7 de agosto de 2012

CULTO INFANTIL- Dicas

Uma tarefa delicadíssima é planejar o culto infantil. Hoje em muitas igrejas apesar de existir o departamento de crianças,quase não há pessoas capacitadas para trabalhar. Portanto, ofereça a sua equipe oficinas, trabalhem com reuniões semestrais, use planejamentos semanais...
Lembre-se: Ensinar é um dom.

A programação para o culto infantil deve ser simples e objetiva.

>Oração
>Hinos (existem igrejas que exigem harpa cristã)
>Oportunidade para testemunhar e louvar individualmente
> hino do grupo
>apresentação visitantes
>peça ou jogral
>palavra
>hino/oferta
>Agradecimento e oração final

Veja bem, faça a sua escala uma semana antes para que a criança possa se preparar.Ajude-a.
Durante a programação faça o favor de soltar leves sorrisos tá?!
Não faça muito gestos e cuidado com voz, basta usar carinho.
Se alguma criança for usar a Bíblia ,tente ajudar com o microfone ou versículo.Passe segurança.
Após cada oportunidade agradeça pelo esforço e não repita tanto oque já foi dito, há não ser que tenha deixado a mensagem confusa. 
Papel na sua mão só se for da programação.
Não permita espaços longos entre uma atividade e outra, caso houver um vazio,cante um corinho alegre.

Faça sempre cultos temáticos,é muito melhor para as crianças. Comece no livro de Gênesis.Esqueça um pouco das historinhas clássicas, mude o foco.
Exemplo 1: Na historia do Filho Pródigo quase ninguém fala do desconforto(ciume) do filho que ficou.Trate desse caso.Use a psicologia.Existem filhos que são ciumentos,que não exercem o perdão etc...
Exemplo 2: Ana, realizou o sonho de ser mãe,mais entregou o bebe Samuel para trabalhar para Deus.Ela era infeliz com isso? Você consegue compreender? 
Desenvolva algo que possa estimular as crianças.

Que Deus seja glorificado.Até mais!!! 


:D






segunda-feira, 30 de julho de 2012

EBF - Escola Bíblica de Férias

EBF e seu principais ERROS,
geeente do céu,quanta coisa errada tenho visto aiaiaiai!
E o pior, é que são coisas simples, não falo de painéis, lancheiras nem pense,falo é da forma em que se conduz o evento. Coordenadoras deixando muito a desejar.Inseguras.Amadas do meu coração, nem sempre quem idealiza um projeto tem condições de liderar.
Visitei uma EBF e vejam só os principais erros:

> Programação perdida,por que só havia uma cópia;
>Brincadeiras feitas com crianças de várias faixas etárias juntas; 
>Não havia musica porque esqueceram o repertório;
> Na hora da história serviram o lanche;
>Bolo só para as crianças da congregação,(visitantes não foram servidos);
>não havia equipes de professores para determinados serviços:banheiro, cozinha...
>não havia equipe para apoiar na hora do lanche;
parou por aíiii,nem quero falar de coisas menores como a limpeza.


Bem, não quero que fiquem tristes com tanta reclamação, mais estamos falando de ESCOLA BÍBLICA, não é de uma festinha não,é muito sério.
É sim um evento atrativo mais há objetivos,além de tratar das nossas crianças é uma oportunidade de trazer novas crianças.Portanto, PLANEJEM,SEJAM CUIDADOSOS,EXEMPLARES,que seu projeto sirva para que outros copiem.
Para Deus ,lembre-se que tudo oque planejamos  é para que DEUS seja honrado.Não trate desse evento como sua festinha de aniversário.



 >>>>>>>>Qualquer duvida, esclarecimento ou até mesmo se precisar de um projeto solicitem.

terça-feira, 24 de julho de 2012

PROGRAMAÇÃO DIA DOS PAIS


> oficina com as crianças
elas vão fazer a arte e o professor apenas cuidará para que tudo saia certinho!

(media $10 por criança)


Vamos precisar de :

>>1 tela
>>tintas
>>pinceis
>>esponjas

obs: qualquer loja de artesanato vc encontrará esse material.


Entregue o material a cada criança e não diga oque ele tem que fazer,mais para quem deve fazer.Peça para que assinem.A imaginação deles é  incrível.
Exponha todas as telas e convide em especial os papais e claro a igreja para visitar a sala e os artistas, apos a exposição peça para as crianças recolher o material e  entregar ao papai.Se possível, confeccione um cartão para a dedicação.




Valorize a diversidade do artista, ele consegue enxergar oque vc não vê.

Beijoo!

segunda-feira, 23 de julho de 2012

EBI - Escola Bíblica Infantil

Além de deixar registrado esse momento tão lindo,quero deixar a dica aos professores da EBI de um projeto tão lindo idealizado pela coordenadora de ensino infantil da nossa igreja; explico:
 >> Ao final do trimestre houve uma exposição de todas as atividades realizadas pelas crianças.Houve uma valorização de cada traço feito por eles.Cartazes, dinâmicas e vários outros trabalhos ficaram a mostra em salas dividas por turma(juniores,jardim e maternal).Os pais e amigos visitaram a exposição e foram recepcionados pelas crianças e professores que explicaram tuuudo oque aconteceu durante o trimestre.Lindo,lindo,lindo!!!

Uma ideia que deve ser copiada sim.








>>Também houve premiação e lancheiras para os alunos.

Evento realizado na Assembléia de Deus Ministério da Plenitude e coordenado pela amada irmã Dora. 
http://novo.ademp.com.br/

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Novo trimestre

 Queridos professores,

Chegou um novo trimestre, que bom!
Agora vamos falar sério, você já organizou sua sala baseada nos novos temas da EBD? Não?!!!
Porque heim??

Bem, já sabemos que as crianças ficam na expectativa, basta  a salinha ter novas gravuras,borrachas coloridas que elas ficam encantadas.Sem falar que esse detalhe tão pequeno é uma forma de carinho.
Como em muitos departamentos quase não há $$$,vou deixar umas dicas bacaninhas pra vocês:

Baseado na sala do Juniores vamos sugerir uma decoração, (apenas exemplo)
Tema: HERÓIS DA BÍBLIA
Criar um mural com o nome dos'' profetas heróis'' que vamos estudar durante o trimestre,e junto ao nome uma característica, uma informação simples.
Para confeccionar as letras usem esse molde que é hiper simples,basta recortar e riscar por cima de uma folha de e.v.a (emborrachado)


baseado na sua aula espalhe itens(numa só parede) relacionado ao tema,tipo coroa,espadas entre outras:








Usem a imaginação, sem exagerar.
Deixe a sua sala agradável,sempre inove! Crianças amam novidades,cuide com amor desses pequeninos.
Fiquem na paz!!!!






terça-feira, 6 de março de 2012

CORINHOS PARA EBD

VEM COM JOSUÉ LUTAR EM JERICÓ





A CRISTO DAI LOUVOR



SIM EU AMO A CRISTO







                   

                        O Sabão lava meu rostinho 

                                                   

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Educação


Educação

Os filhos necessitam de limites
É necessário enfrentar esta questão para que as crianças tenham alguma referência na vida e não vivam na confusão e no relativismo.

LIMITE E AUTORITARISMO:
Talvez seja difícil ver a diferença entre limite e autoritarismo, mas é necessário clarear esta questão.Nota-se que se não houver limites, as crianças fazem de tudo para procurá-los. Mas até onde elas podem chegar nesta procura? Como elas agem?
Veja este exemplo, bastante comum em qualquer família: Depois de uma manhã com um grupo de amiguinhos, Ana quer brincar também durante o almoço. A mãe diz: “Não! Agora é hora de comer”. A criança bate os pés e se recusa a comer.
Se a mãe lhe permitisse comer sem estar sentada à mesa, provavelmente se alegraria pelo seu triunfo. No entanto, se a mãe conseguir se mostrar firme, ajudando Ana a superar o mau humor, e se Ana no fim comer tranqüilamente, ambas sairão vitoriosas. Sentir-se-ão mais unidas e satisfeitas por terem superado o conflito.

PROTEÇÃO E SEGURANÇA
A existência de determinados limites, conhecidos pelos pais e pelos filhos, faz com que as crianças se sintam mais protegidas e seguras.
Caso contrário, existem dois perigos evidentes: ou os pais são autoritários e proíbem tudo ou a criança domina os pais. Mas, se uma criança se sentir mais poderosa do que quem cuida dela, como poderá confiar em quem deveria protegê-la?
Do ponto de vista da criança, os limites podem parecer restrições e enfurecê-la, mas são também portões que protegem e dão garantia.
São os pais que devem formar nela a sensibilidade para reconhecer a diferença entre suas necessidades e suas vontades.
Existem muitas boas razões para fixar limites, como coisas primárias e simples: proibir brincar com objetos perigosos, como as tomadas elétricas, fogo, facas, armas...
As coisas começam a se complicar quando se deve decidir se uma criança pode voltar para casa sozinha, se pode ir de bicicleta ou dormir na casa de um amigo. Nisso tudo, o respeito e os desejos dos filhos são muito importantes e todo cuidado é pouco.

AUTONOMIA E RESPONSABILIDADE
Outro aspecto importante é refletir sobre aquilo que ajuda o filho ou a filha a crescer com autonomia e responsabilidade. Se os pais satisfizerem todas as vontades dos filhos, estes cresceriam fracos e sempre mais incapazes de suportar uma frustração.
Os pais, com as melhores intenções, procuram poupar o filho de qualquer tipo de sofrimento, mas podem acabar eliminando a possibilidade de desenvolver neles os instrumentos necessários para enfrentar dificuldades.
A segurança, com a qual a mãe faz os filhos respeitarem as regras que regulam as diversas atividades, ajuda as crianças a entenderem que as coisas têm uma determinada estrutura e que os fatos têm início e fim. Isso lhes servirá para superar os momentos difíceis e aprender a gerir as circunstâncias mais complicadas.
Os limites ajudam as crianças a desenvolver capacidades próprias. A criança quer atenção, ou um certo brinquedo, ou desenvolver outra atividade e, devendo esperar ou renunciar, aprende também a ser flexível e paciente, a procurar alternativas, a ser criativa: todas qualidades úteis na vida.







LIMITES COERENTES
Os limites são um dos pilares para uma boa educação, pois fornecem aquele sentido de segurança física e emotiva de que ela necessita para aprender as grandes lições do autocontrole e do comportamento ético.
Mas justamente porque ajudam a formar a estrutura da personalidade, os limites devem ser coerentes. Os pais nunca devem esquecer de que justamente eles devem ser exemplos pelos mesmos limites.
Enquanto cresce, um filho deve ser sempre envolvido na compreensão e na aceitação de seus limites. Os “não” devem encorajar o contato e não o afastamento, atrair os filhos para a reflexão...
Geralmente os “não” dos pais chegam depois do “por que?” dos filhos. Eles têm direito a uma resposta.
É importante levar em conta a personalidade e o temperamento individual dos filhos. Os limites devem ser, num certo sentido, feitos na “medida”.
Tudo isso requer um tempinho e trabalho maior do que aquilo que se gastaria esbravejando ou ameaçando punições, mas constitui o “coração” da arte da educação.

PARA REFLETIR
  1. O que você entende por “limite”?
  2. Por que os filhos precisam de limites?
  3. Como estabelecer limites democráticamente  numa família?
As pequenas coisas...
Eu tinha, na parede da sala, um grande quadro. Era uma paisagem com flores silvestres e um beija-flor sugando o néctar de uma delas.
O quadro estava pendurado por um cordão de seda e, certo dia, sem que ninguém tocasse, caiu, ficando em pedaços.
Fui verificar a causa do desastre e notei que uma pequenina traça roera o cordão e... era uma vez um lindo quadro...
Às vezes, em muitas vidas, acontecem coisas desastradas por um simples mal-entendido, ou uma palavra dita sem reflexão, ou um ato praticado impensadamente.
E destrói-se uma boa amizade, a felicidade de um lar e, quantas vezes, vidas são danificadas porque alguém deixou de corrigir uma criança que trouxe para casa um brinquedo roubado, um troco a mais do padeiro por engano, ou, ainda, porque alguém se embriagou, tendo começado por um pequeno gole.
Por isso, tome cuidado com as pequenas coisas, com as pequenas traças, capazes de destruir grandes e belos quadros. Leve em consideração a advertência das sagradas escrituras: “Uma pequena fagulha põe em chamas uma grande floresta”. (Tiago 3,5)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ARCO DE BALÕES

É CERTEZA VOCÊ USAR BALÃO NA FESTA ...OLHA QUE FÁCIL E LINDO ESSE ARCO:





TODA A DECORAÇÃO QUE FAÇO USANDO BALÕES, APRENDI COM ESSA SENHORA DO VÍDEO.SÃO AULAS PRÁTICAS.AMOOOOO!

EBF - Oficina de artes (professores)


SUGESTÕES DE CRACHÁS:

O MAIS BÁSICO DE TODOS:


                               
                                    GRAVATINHAS:








AMO AS VISEIRAS,DEIXA TUDO TÃO COLORIDO E AINDA FACILITA NA IDENTIFICAÇÃO DA CRIANÇA PELO FATO DO NOME ESTAR EXPOSTO  NA ABA .

                            




                                                                 

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

PLANEJANDO A EBF -ESCOLA BÍBLICA DE FÉRIAS

 Não é cedo pra planejar a EBF, 
tá na hora sim!!
Quanto antes organizar,melhor é!

 Que tal começar com uma reunião com a sua equipe e tratar em escolher o tema e local?
  Decidindo esses dois pontos ficará mais fácil encaminhar o restante.
Professor, é importante que você conheça as prioridades dos seus alunos na questão de conhecimento e comportamento quanto a palavra de Deus e se caso você queira estender para visitantes, tentar fazer um levantamento também em cima das mesmas questões.

Já que foi decidido o tema e local vamos ver o seguinte:
Dias;
Musicas;
decoração;
Monitoras,equipe;
Refeição;
Inscrição;
Metodologia/estrategias e objetivos;

veja o exemplo:
TEMA DA EBF: O amor de Deus
LOCAL: o local ideal é aquele que :
  •  tem espaço para recreação
  • acolhe o numero de crianças convidadas;
  • que tem salas para dividir por faixa etária;
  • possui espaço para refeitório;
  • banheiros;
  • sala reservada para aconselhamento( para aquelas crianças que precisam de uma  atenção especial )
Dias: reservar dias em que todas as crianças estejam de férias( observar calendário escolar, existe diferenças entre escolas)

Musicas:A música deve ser baseada no tema e ser curta para assimilar o mais rápido possivel;

Decoração:Para realizar a decoração, é necessário reuniões semanais para as oficinas,procure saber quais os materias que você vai precisar comprar,trabalhe com reciclagem,o custo é minimo.A decoração é sempre baseada no tema, lembre-se que não deve exagerar, muito desenho e frases não é legal,chamamos de poluição visual.Use balões,coloque o tema em destaque.
Veja um exemplo:
Decoração indicada para o local das palestras.

Essa foto é de um Projeto realizado fora do Brasil,mais é semelhante a EBF.
Observe que a decoração é bem simples,porém,bonita, e além do mais o destaque deve ser no ensino.






Olha só essa outra!Lindooo!









Gente, lembre-se de que o lugar das brincadeiras deve ser decorado com mais alegria,cores fortes,um painel bem caprichado e bem visível.

Sugestão de decoração de sala de aula:

  • Placa de bem vindo e nome da turma na porta 
  • Nomes da crianças no mural de chamada
  • Painel com tema da EBF
  • Painel com m musica da EBF
  • Mural para expor atividades
  • Material personalizado (pode ser artesanalmente) individual para cada criança 
Monitoras/equipe: as professoras devem ser indicadas por experiencia para cada faixa etária,vestir roupas padronizadas e adequadas para evento,usar crachás,sorrir sempre.
Criar uma equipe com:Coordenadora,professoras,comissão de louvor,limpeza,cozinha,conselheira,animação(brincadeiras/teatro/dança...)veja a sua necessidade.

Refeição:escolher um cardápio simples,incluir frutas e saladas.

Inscrição: esse valor deve ser calculado com base nas refeições e material de estudo das crianças.Procure ajuda entre membros das igrejas e amigos mais próximo.Existem igrejas que cobram taxas simbólicas e ainda dividem em 2 vezes para facilitar para os pais que tem mais de um filho e até mesmo aqueles que não tem um boa renda.Outra dica é criar cantinas com vendas de doces e lanchinhos para levantar fundos para que crianças que não tem dinheiro para pagar a EBF não fiquem de fora.MAIS NÃO EXPONHAM OS NOMES,DEIXE ESSE DETALHE SOMENTE PARA A ORGANIZAÇÃO.

Metodologia/Estratégias: essa parte fica a critério da coordenação pedagógica junto com os professores, a dica é que não estenda as palestras , use gravuras,musicas, fantoches é interessante não gastar mais que 35 e minutos,crianças não tem tanta concentração e lembre-se de usar uma linguagem simples,objetiva e doce.Não faça a sua palestra lendo,isso demostra insegurança,estude antes.Ore com eles de forma em que eles possam compreender as suas palavras.
E que o objetivo seja fazer com que eles compreendam o amor de Deus por nós( baseado no trema sugerido)





PERSONALIZE UM KIT EBF PARA AS CRIANÇAS:
( O  kit serve para a criança guardar suas lembrancinhas, e anotar os estudos bíblicos)

 >>CRACHÁS :COM O NOME DA CRIANÇA, NUMERO DE TELEFONE E INDIQUE SE A MESMA TEM ALGUMA RESTRIÇÃO ALIMENTAR OU OUTRO TIPO DE ALERGIA.
>>BOLSA;
>>CANETAS;
>>BLOCO DE ANOTAÇÕES;
>>GARRAFA COM ÁGUA.


OUTRAS DICAS:

FAÇA A PROGRAMAÇÃO E OBEDEÇA OS HORÁRIOS,CONHEÇO HISTÓRIAS QUE HOUVE ATRASO DE 2 HORAS,ABSURDO.
HONRE OS AMIGUINHOS QUE CHAGARAM CEDO,SE NO CONVITE VOCÊ ESTIPULOU A ABERTURA AS 15H, COMECE AS 15H, MESMO QUE SÓ ESTEJA 60% DOS CONVIDADOS.
FAZENDO ASSIM,PROVAVELMENTE NO OUTRO DIA OS ATRASADINHOS CHEGARÃO CEDO.
CONDUZA O EVENTO FELIZ,CAMINHE PERTO DAS CRIANÇAS,SORRIA PARA ELAS.
NÃO DESTAQUE UMA CRIANÇAS SÓ,MOSTRE QUE TODAS SÃO ESPECIAIS.
ELAS SÃO MUITO PARTICIPATIVAS E AGITADAS, TENHA CUIDADO PARA NÃO PERDER O FOCO.
ESPALHE AS MONITORAS ENTRE AS CRIANÇAS.
ATENÇÃO:MENORES NA FRENTE.
MUSICA MUITO ALTA NÃO!DEVE ESTAR AGRADÁVEL.
PROCURE FAZER UMA FICHA DE INSCRIÇÃO DETALHADA,INCLUA O NUMERO DO TELEFONE DE RESPONSÁVEIS.
DEIXE UM TELEFONE DISPONÍVEL  PARA O CASO DE EMERGÊNCIAS.
UMA ENFERMEIRA É ESSENCIAL,PARA O CASO DE 1º SOCORROS.
CONFECCIONE CONVITES,ENTREGUE PRÓXIMO A DATA DO EVENTO.

Ex de Programação :


  • ABERTURA OFICIAL: Oração e palavra do coordenador(lembre-se que seu publico é infantil,fale para eles);
  • BOAS VINDAS:apresentação dos grupos


  • LOUVOR: com coreografia e visual ( tias caracterizadas);
  • LEITURA DA PALAVRA: o versículo escolhido para o tema da escola;
  • DIVISÃO DAS TURMAS;



  • NA SALA

   ATIVIDADES ADEQUADAS PARA FAIXA ETÁRIA,
   CONTAR HISTORIAS/FILME /FANTOCHES

   ENSINAR A MUSICA TEMA DO ENCONTRO


  • ALMOÇO
  • INTERVALO MONITORADO 





  • RETORNO 
      DESTA VEZ PARA O PATIO ONDE SERA  DESENVOLVIDO BRINCADEIRAS E  DISTRIBUIÇÃO DE DOCES
  •      FINAL
VOLTAM PARA O TEMPLO, CANTAM,HOUVEM A PALESTRA OFICIAL,RECITAM O TEMA E ENCERRA COM A ENTREGA DAS LANCHEIRAS.





   

                                                                                    DEPOIS VOLTO COM MAIS DICAS.
                                                                                    BEIJOOOOOS!




sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Décimo aniversário da ADEMP - 2012


Décimo aniversário da ADEMP - 2012:
Início do ano 1º da 2ª década da igreja.







semana comemorativa do 10º aniversário da ADEMP terá início, neste dia 2 - data magna da existência da igreja - com uma programação que contemplará: uma manhã de consagração ao Senhor (9h), na Catedral da Plenitude; uma tarde de ação de graças (14h30), sob a liderança das mulheres do Círculo da Oração, também na Catedral; culminando com uma intensa programação, à noite (19h30), na unidade eclesial de Pajuçara, Zona Norte de Natal.


http://www.ademp.com.br/

Sobre um amigo,escute...

Olá!!
Vamos refletir um pouco:

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

LUTO

LUTO

Agradeço ao meu Deus pela oportunidade de ter conhecido o Pr. Virgílio R. do Amaral.

...certeza que está num lugar bem melhor...




quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Estudo para a criança sobre carnaval


Estudo para a criança  sobre carnaval


Estudo Bíblico para a criança sobre o Carnaval

 (Pode ser dado em uma das aulas da EBD, em um dos cultos na salinha ou em uma ocasião que achar coveniente).


CarnavaTÔ FORA!

Andréia M.Duarte

Quando vem chegando o carnaval às pessoas fica agitadas, uma fantasia , O lugar que vão passar o carnaval...
 Quando chega o dia ? Parece até que o mundo vai acabar de tanta alegria. Uns pulando ,outros dançando ...
 Parece que o carnaval é a festa da alegria.
 Mas só parece não se engane. Você é muito inteligente pra cair nesta armadilha.
 Já viu uma ratoeira?E um aparelhinho bem simples, mas que acerta em cheio a cabeça do rato e ele morrem.
 Mas porque o rato chega perto da ratoeira? Bom quem quer pegá-lo coloca um pedaço de queijo. O rato não resiste , assim como mão resistimos a um sorvete bem gostoso .
 Assim é o carnaval, as cores, fantasia, a música alegre é como um pedacinho de queijo em uma ratoeira. Parece tão inofensiva!
 Mas porque eu como servo de Deus deve dizer não ao carnaval?
 Vamos descobrir?
 A palavra carnaval foi tirada de uma palavra grega: CARNELEVARIUM.
 Ela quer dizer: Festa da carne.

A Bíblia diz que a nossa carne que é o corpo sempre quer fazer coisas que desagradam a Deus. Devemos controlá-la. Sabe-se que não devo fazer uma coisa, pois vai me fazer mal ou entristecer a Deus, deve dizer não para a minha vontade.

O carnaval me incentiva a fazer coisas que Deus não se agrada.

Pense? O que vemos no carnaval?

Pessoas com roupas bem pequenas dançando de forma sensual.

A sensualidade é uma coisa que Deus não se agrada. Quando uma pessoa quer ser sensual está querendo mostrar seu corpo de forma indevida. Outras pessoas vão querer namorar com ela mesmo se for casado .Isto não agrada a Deus .

As crianças também são incentivadas a usarem as roupas e dançarem como os adultos. Se Deus fica triste em ver adultos fazendo estas coisas ,imagine as criançinhas que tanto ama?

No carnaval as pessoas se entregam a bebida alcoólica .Deus não quer que ninguém fique bêbado .

Você já viu uma pessoa bêbada?Ela fica enjoado,agressiva.Às vezes faz um montão de besteira e não consegue controlar o seu corpo.

Deus nos fez muito inteligentes e não fica feliz ao ver as pessoas bêbadas sem conseguir pensar direito.

Satanás quer que isto aconteça quer ver as pessoas sem controle ,xingado e batendo nos outros.Eu não quero isto pra mim .E você?

Já observou as músicas e as fantasias do carnaval? A letra da música sempre fala de demônios ,orixás e deuses da feitiçaria.

O tema dos desfile pode não está relacionado a estas práticas mas sempre arrumam um jeito para falar de um demônio.

O carnaval foi criado como uma festa pagã , ou seja para pessoas que não serviam a Deus. Depois as pessoas foram se acostumando a ela e agora faz parte do calendário como uma grande festas .

Que ilusão !São ratinhos que estão presos em uma ratoeira por causa de uma falsa alegria .Fique esperto.Você é inteligente.

Lembrança para Páscoa

Uma ovelhinha confeccionada com EVA e TNT:



terça-feira, 10 de janeiro de 2012

PEDAGOGIA

PEDAGOGIA 

1. SAIBA COMO PLANEJAR, COM EFICÁCIA, SUA AULA: 

Conteúdo deve ser de pleno conhecimento do professor, o primeiro a ser considerado no planejamento da aula. 
Extensão e tempo é necessário verificar a quantidade de informações e ensinamentos a serem transmitidos. É preciso fazer uma seleção de conteúdos, priorizar as informações e ensinamentos que mais se harmonizam com os objetivos da aula, de forma prática no tempo disponível. 
A exposição de uma lição requer uma boa distribuição de tempo: 

Abertura (5%) – uma espécie de “quebra-gelo”: pergunta, brincadeira ou dinâmica para descontração dos presentes (geralmente ligada ao tema). 

Introdução (10%) – estabelecimento de relações com o tema estudado na aula anterior. Desperta a disposição para a aprendizagem. É por isso que deve haver criatividade, por parte do professor, que, também, precisa utilizar notícias de jornal, fatos contemporâneos, ilustrações e experiências corriqueiras para que os alunos se familiarizem. 

Interpretação (30%) – a argumentação bíblica do professor deve ser consistente com as verdades contidas na Palavra de Deus, de tal modo que os alunos posam interpretá-las e aplicá-las. 

Aplicação (40%) – o aluno deve ser estimulado a mudar aspectos de sua vida para andar de acordo com o que está contido nas Escrituras: os princípios, leis, ensinamentos que devem ser levados em consideração, esclarecidos e assimilados para a formação do caráter cristão. É o momento no qual deve-se estimular a participação, o partilhar de experiências que propiciem edificação e aprendizado. Tudo isto deve ser feito com a supervisão e direcionamento do professor para que não se escape dos objetivos da aula. Conclusão (15%)- recapitulação das principais informações transmitidas e repasse de conhecimentos aprendidos. É o momento de fechar idéias, confirmar doutrinas e demonstrar a importância da mudança de atitudes e comportamentos. É momento de comunhão e edificação espiritual, por meio do qual os alunos farão uma introspecção para expor, diante do Senhor, a situação real de sua vida em busca de mudança. 

A importância do planejamento e do ensino eficaz: 
É o momento no qual o professor vai explorar, ao máximo, o seu potencial e criatividade, constatando o interesse dos alunos pela Palavra de Deus e o desejo de retribuir o que lhes foi ensinado. Para alcançar isto, o professor deve ser previdente e organizado, administrando o seu tempo semanal com a meditação da lição que vai ensinar. 
Por meio do ensino, o professor desperta a mente do aluno para captar e reter a verdade, motivando-o a pensar por si mesmo, da seguinte forma: 

1. O aluno precisa crer que não é o professor que o ensina. O professor tem que fazer com que o aluno pense por si mesmo, estimulando a sua atividade intelectual para que ele descubra as verdades implícitas na sua mensagem. Somente há aprendizagem com a atividade mental dos alunos. Para isto, devem ser guiados de tal forma que possam expressar com segurança seus novos pensamentos, com base nos resultados da leitura e observações do professor. 

2. O professor deve explicar o novo com base no antigo, partindo do conhecido para o desconhecido, do claro para o obscuro, do fácil para o difícil. A eficiência do seu ensino está na apresentação de imagens já conhecidas para que os alunos façam associações, da mesma forma que Jesus o fazia com as parábolas. 

3. Deve-se considerar a faixa etária, as condições sócio-econômicas, bem como os interesses do aluno para que possamos ensiná-lo de acordo com as suas necessidades, adaptando o ensino ao desenvolvimento moral e espiritual dos mesmos (ou seja, à altura espiritual dos alunos). 

4. A verdade a ser ensinada deve provocar mudanças na vida do professor, permitir que o mesmo se emocione, sinta o impacto daquela palavra ensinada em sua vida e a pratique. Quem domina a lição e permite que ela o comova, também saberá comover os seus ouvintes. 

5. Vejamos o que Myer Pearlman diz acerca do papel do eficiente professor: 
“...Você, professor, tem de relacionar constantemente as partes das Escrituras – comparando as histórias com as doutrinas, as profecias com seu cumprimento, os livros com os livros, o Antigo Testamento com o Novo Testamento, os tipos com os arquétipos (modelos, anotação nossa), para que o aluno aprenda que a Bíblia não é uma coleção de textos e de fatos separados, estanques, mas uma unidade viva, cujas partes estão relacionadas vitalmente umas com as outras, como os membros do corpo humano. Vimos depois que o professor precisa aplicar continuamente a lição à vida individual, e à coletiva, para que o aluno fique sabendo que todo ensino bíblico está relacionado com os fatos de sua vida. Nenhum ensino bíblico é teórico, sem aplicação prática.”

2. COMO O PROFESSOR DEVE SE PREPARAR 

1. Preparo espiritual – à frente da sala deve estar um verdadeiro cristão, alguém que tenha uma real experiência de conversão e que procura santificar sua vida. Tal serviço prestado ao Rei é resultado de uma vocação, um gesto de adoração. Não basta ser profissional, é necessária a submissão ao Senhor Jesus, uma vida de adoração, de execução da Sua vontade e busca pelas coisas de cima, tal como o salmista orou: “Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da Tua lei.” (Sl 119.18). É preciso reconhecer-se dependente do Senhor, incapaz de compreender a Palavra sem o Seu auxílio, moldando a sua vida de acordo com esta Palavra. O professor deve ser um depósito de verdades divinas e fiel guardião da sã doutrina à medida que viver em comunhão com a Palavra de Deus (Sl 119.97; Ex 3.1). Este amante da Palavra, certamente, vive com o seu coração a ferver com palavras boas, ensinamentos eternos e vivos que fazem toda a diferença (Sl 45.1).

2. Preparo bíblico eficaz - o preparo espiritual é um pré-requisito indispensável para se dar início ao preparo bíblico, num profundo mergulho nas Escrituras, que se apresenta nas seguintes atitudes:
fazer diversas leituras do texto bíblico, comparando as diferentes versões; formar uma biblioteca pessoal que contenha dicionários, concordâncias, comentários e manuais bíblicos que auxiliarão na interpretação dos textos; fazer diversas perguntas ao texto para identificar promessas, ordens, mandamentos, princípios, doutrinas, orientações e lições. O descuido com a pesquisa traz inúmeros prejuízos à aula, o que contribui para desmotivar os alunos; fazer um esboço detalhado do texto bíblico – dividir o texto em partes menores permite a assimilação de novas informações; selecionar as lições mais importantes do texto – a Bíblia é como um poço de águas cristalinas que saciam a nossa sede; como uma caverna que contém inúmeros tesouros, os quais, para serem encontrados, requerem tempo, paciência e coragem de quem os busca. Deve haver prazer em meditar na Lei do Senhor (Sl 1.2) para efetuar este intenso trabalho de pesquisa.

3. Estudo da lição desde o início da semana - o ideal seria que todo professor reservasse, pelo menos, meia hora de cada dia, para estudar a lição. Dessa forma, resolveria aquelas questões que surgem, durante o estudo, antes de ministrá-lo à sala, encontrará melhores ilustrações e referências para o assunto, disporá de mais tempo para orar, bem como contar com a função cerebral subconsciente, segundo Myer Pearlman:
“O subconsciente nos ajuda muito. Sabe-se que por meio do subconsciente aprendemos muito. Depois de havermos feito um estudo árduo e consciente de um assunto, nossa mente continuará trabalhando na questão, enquanto dormimos ou cuidamos de outras coisas. O ditado muito conhecido que diz ‘consulte o travesseiro’ acerca de uma decisão ou problema, está certo. É exemplo do que vimos dizendo sobre o subconsciente. Mas acima de tudo, lembre-se de que por meio da oração é possível estimular sobrenaturalmente as nossas faculdades mentais. ‘Ele os guiará em toda verdade’, diz-nos Cristo. Note que a palavra ‘guiar’ subentende que devemos estar procurando a verdade, ou em outras palavras: estudando.”

4. Estudo consciente - o texto bíblico da lição deve ser averiguado, analisado, dissecado, experimentado antes da investigação profunda do comentário da revista. Ajuntar material além do necessário para a aula. Isso depende da aplicação e dedicação do professor que deseja inspirar amor pelo estudo, trazendo informações adicionais ao texto da lição para a classe. Estudar o texto e o contexto de forma detalhada.

5. Registro pessoal de seu estudo – o professor deve preparar-se em oração e fazer anotações pessoais (na escrita e na prática) que estejam relacionadas à edificação do caráter cristão e testemunho pessoal. A mensagem a ser transmitida deve provocar o efeito da transformação de vidas. Daí a necessidade do testemunho pessoal.

6. O estudo da lição – o planejamento da aula com base nos objetivos da lição é fundamental para que o professor ensine uma mesma verdade de várias maneiras. Tudo o que ele disser deve estar centrado no objetivo principal da lição. O tema principal será como um Sol, ao redor do qual se moverão todos os pensamentos a ele relativos, tais como os planetas o fazem ao redor da maior estrela.

7. Apresentação da lição - o início da aula é o momento de negociação, momento no qual o professor vai lançar o anzol com uma isca bem apetitosa para atrair o aluno a si, mantendo-o fisgado. Para isto, ele deve elaborar estratégias que façam o aluno pensar, despertem o seu interesse, explicando verdades novas com o auxílio de verdades já assimiladas. O esboço não deve ser lido para a classe. Deve ser apresentado como um esqueleto que o professor vai revestir com a carne, usando os comentários necessários para revesti-lo e tornar a mensagem compreensível.

8. Ilustração da lição - o professor precisa estar atento ao limite de tempo que possui para que possa ministrar a aula de acordo com o objetivo principal. Myer Pearlman compara a ilustração da lição à edificação de uma casa:
“ Dominar a matéria e determinar o objetivo correspondem, digamos, a fazer um desenho da casa pronta, e elaborar a descrição detalhada da planta. Pode incluir a decisão quanto ao material que se há de usar. A introdução da lição representa a abertura dos alicerces.
Resumir a lição é levantar as estruturas de concreto.
As perguntas correspondem às divisões revisadas. Pediu-se aos alunos que respondessem a algumas perguntas acerca do assunto. Por meio de trabalhos práticos, por escrito, ou por meio de diálogo, o professor dará o acabamento à obra.”

Ele ainda acrescenta:
“As ilustrações correspondem às janelas e às lâmpadas elétricas que iluminam as dependências da casa. As ilustrações esclarecem o tema, ajudam o aluno a compreendê-lo, e assim mantém seu interesse. Por isso, é melhor o professor preparar uma lista de ilustrações.”

Para fazer bom uso das ilustrações, o mesmo autor deixa-nos algumas sugestões de como as ilustrações devem ser:

Mais claras que a verdade que ser ilustrar; interessarem o aluno e estar relacionada à sua experiência, relacionarem-se realmente com a lição; apresentadas com um certo limite, evitando-se o excesso; causar boa impressão; sugerirem boas idéias; aplicadas à verdade e a verdade aplicada à ilustração. Ex.: parábolas.

A conclusão da lição - é o momento no qual o professor vai trabalhar para despertar no aluno o firme desejo de colocar em prática tudo o que aprendeu, dando a ele oportunidades para memorizar a mensagem principal e amar a verdade ali ensinada. Pois o que mais importa é a aplicabilidade do conhecimento, o que nos faz recordar a unidade do homem como a apresenta Pestalozzi: espírito – coração – mão. Observando este aspecto, o professor possibilitará o desenvolvimento da tríplice atividade humana, contribuindo para o aprimoramento da inteligência, da moral e da técnica: conhecer – querer – agir: “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” (Sl.119.11).
Fonte: EBD Onlin