OQUE VOCÊ PROCURA???

Visualizações

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Gratidão

 
 Sempre na época natalina ficamos aflitos procurando musicas,teatros que falem sobre o nascimento de Jesus, procuramos enfeites que lembre a manjedoura,a mente fica fervendo de idéias...mas na verdade este ano resolvi mudar,resolvi fazer um culto somente de  Gratidão com louvores (um pequeno musical), claaaro que entra na temática do Natal, nascimento do Cristo e tal, mas o foco é somente agradecer...e já estamos no finalzinho de Novembro,iremos aproveitar para nos cultinhos que antecedem o Culto de Gratidão induzir as crianças a refletirem sobre o amor de Deus em suas vidas, agradecer por Ele ter nos enviado seu filho.

          Parte da programação estou postando aqui, claro que pode ser acrescentado muito ainda, mas será basicamente assim:


  •   PARTE 1
  • Oração inicial,
  • Boas vindas,
  • Reflexão: Todos os dias falamos com Papai do Céu e pedimos bençãos. Durante tooodo o ano Ele tem nos guardado dia apos dia. Você já parou para pensar nisso? Já agradeceu beeeem muitão por tudo que Deus está fazendo por você? Quem tem algo para agradecer? Quem passou de ano?? (esperar eles responderem e se puder levar o microfone até as crianças).Pois bem, hoje é noite de somente render graças ao nosso amado Papai (Criaças louvam)
  • PARTE 2
  • As crianças devem estar posicionadas em um local que fiquem visiveis para toda a plateia. Quanto a decoração, iremos usar luzes brancas,sem piscar, e pequenos refletores direcionados para o grupo. 
  • Criança fala: Meu Deus nunca me abandonou
    E amigos fiéis ao meu lado colocou
    Por isso eu quero agradecer
    Muito obrigado, Senhor
  •  Louvor:

  • Criança  fala:  Jesus, obrigado por tanto amor!!
  • Louvor:

  • Criança fala:A melhor forma de agradecer a Jesus é sendo obediente,andando na verdade assim como Ele andou. Tudo que existe em mim consagrarei ao Senhor.
  • Louvor:
  • Criança fala:Vivo feliz, amo o meu Jesus e sempre estarei rendendo louvores ao meu Cristo.



  • Leitura:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.   
João 3.16
  •  Reflexão:O texto base deve ser usado, introduzir o nascimento de Jesus, falar da nossa missão, segundo a ordem dada por Ele:Ide.
Terminaremos com a musica Muito Obrigado.

> É importante que haja espaço para que as crianças contem testemunhos e agradeça pelo ano que está findado.



Fiquem na paz de Cristo.









O MESTRE DAS ÁGUAS - Culto 1

 Olá pessoal!!

Elaboramos um uma programação de Culto Infantil em série, sendo o título: Mestre das águas.


Objetivo:  falar que Deus é criador de todas as coisas e tem domínio sobre tudo.
Relatar a importância da água em nossa vida, falar que Cristo é Agua `Viva.
Estratégias:  Falaremos da água em três tempos, divido por tias, tipo palestras (em sintonia):

Abertura:
> Desde de tempos, Deus revela que é Senhor de todas as coisas. No antigo testamento temos Noé, quem lembra de Noé? ( esperar respostas)Porque Noé construiu a arca? Lembram que Deus ficou triste com o pecado, os homens estavam com comportamento muito feio, daí ele decidiu que mandaria um diluvio. Oque é diluvio? Á água limparia toooda a sujeira(pecado) da terra.
>  E Moisés? Como tirou o povo de Deus do Egito? Como os soldados de Faraó foram derrotados? Água denovo!!!


  • 1º  A PESCA MARAVILHOSA

Contar a história na linguagem infantil, usar gravuras (de acordo com o costume da igreja)
Apos a reflexão, houve uma apresentação (Pedro,Tiago e João no barquinho-Aline Barros)




  •  2º Jesus Acalma a Tempestade. 
Usamos slides para contar a historinha, tiramos imagens da net rsrsrsr.
Após a reflexão as crianças louvaram ao Senhor:


   



Pessoal, nossa congregação é bem simples, não temos muitos recursos,mas temos uma equipe abençoada que é o essencial e é praticamente formada por adolescentes,orem por nós!!

 >>> Programação base:
  • Oração de abertura;
  • Louvor coreografados pela equipe;
  • Louvor Conjunto Crianças;
  • Apresentação visitantes;
  • Louvor criança individual (p oferta)
  • Leitura da palavra por uma criança;
  • Oração;
  • Reflexão (programação sugerida acima);
  • Agradecimento;
  • Oração final.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Seja um pacificador

Seja um pacificador

Tema: O que eu faço com a minha raiva?
Objetivo geral: Ajudar as crianças a expressarem, de maneira apropriada, sua ira e a lidarem com situações de conflito.
Quebra-gelo: Esta proposta de quebra-gelo se chama“Cuidado: Explosivos!” e tem a ver com o tema desta aula. Você vai precisar de uma lata de refrigerante. Depois de iniciar a aula como de costume, leve as crianças para fora, até uma área gramada ou um estacionamento, e forme um círculo. Jogue a lata de refrigerante para cima e pegue-a no ar. Enquanto pega a lata, termine a sentença: “Fico zangado quando...”. Então jogue a lata para um aluno do círculo que deve dizer o que o deixa zangado e em seguida jogar a lata para outro e assim por diante, até que todos tenham dito o que os deixa zangados. O último aluno que responder deve jogar a lata para você que irá sacudir mais um pouco. Então pergunte:
♥ O que acontecerá quando eu abrir a lata? (Espere as respostas, se estiverem corretas reforce, se estiverem erradas diga a resposta certa). Abra a lata longe dos rostos das crianças, pode ser no meio do círculo para que todos vejam.
♥ Por que a lata explodiu dessa forma? (Espere as respostas, se estiverem corretas reforce, se estiverem erradas diga a resposta certa).
♥ Isso que aconteceu com a lata também pode acontecer com pessoas, por quê?(Espere as respostas, se estiverem corretas reforce, se estiverem erradas diga a resposta certa).
♥ Você já ficou tão nervoso que explodiu como esta lata? (Deixe que as crianças deem suas respostas).
♥ Explodir torna as coisas melhores? Por quê? (Deixe que as crianças deem suas respostas).
- Termine dizendo que nunca vale a pena explodir. É muito mais inteligente aprender a lidar com os conflitos e discussões para que as coisas fiquem melhores – e não piores. Hoje nossa história bíblica é sobre um homem que sabia o que fazer. Vamos ver o que podemos aprender com ele? Volte para a sala.
Versículo-chave: Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”Mateus 5:9
História: Gênesis 13:1-18 – “Saiu, pois, Abrão do Egito e foi para o Neguebe, com sua mulher e com tudo o que possuía, e Ló foi com ele.
Abrão tinha enriquecido muito, tanto em gado como em prata e ouro.
Ele partiu do Neguebe em direção a Betel, indo de um lugar a outro, até que chegou ao lugar entre Betel e Ai onde já havia armado acampamento anteriormente e onde, pela primeira vez, tinha construído um altar. Ali Abrão invocou o nome do Senhor. Ló, que acompanhava Abrão, também possuía rebanhos e tendas.
E não podiam morar os dois juntos na mesma região, porque possuíam tantos bens que a terra não podia sustentá-los. Por isso surgiu uma desavença entre os pastores dos rebanhos de Abrão e os de Ló. Nessa época os cananeus e os ferezeus habitavam aquela terra. Então Abrão disse a Ló: "Não haja desavença entre mim e você, ou entre os seus pastores e os meus; afinal somos irmãos!
Aí está a terra inteira diante de você. Vamos nos separar! Se você for para a esquerda, irei para a direita; se for para a direita, irei para a esquerda".
Olhou então Ló e viu todo o vale do Jordão, todo ele bem irrigado, até Zoar; era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito. Isto se deu antes do Senhor destruir Sodoma e Gomorra.
Ló escolheu todo o vale do Jordão e partiu em direção ao Leste. Assim os dois se separaram: Abrão ficou na terra de Canaã, mas Ló mudou seu acampamento para um lugar próximo a Sodoma, entre as cidades do vale.
Ora, os homens de Sodoma eram extremamente perversos e pecadores contra o Senhor. Disse o Senhor a Abrão, depois que Ló separou-se dele: "De onde você está, olhe para o Norte, para o Sul, para o Leste e para o Oeste: Toda a terra que você está vendo darei a você e à sua descendência para sempre.
Tornarei a sua descendência tão numerosa como o pó da terra. Se for possível contar o pó da terra, também se poderá contar a sua descendência. Percorra esta terra de alto a baixo, de um lado a outro, porque eu a darei a você".
Então Abrão mudou seu acampamento e passou a viver próximo aos carvalhos de Manre, em Hebrom, onde construiu um altar dedicado ao Senhor.

OBS.: Você pode contar esta história de várias formas. Por exemplo, por meio de slides, com imagens para que as crianças vejam a história e não apenas ouçam; acho essa uma proposta muito interessante, a qual já utilizei várias vezes. Pode ser contada também, por meio de teatro colocando as crianças nos papéis (Ló, Abrão, ovelhas, pessoas...). Você pode também, passar um filminho com a história (Clique aqui). Este vídeo não precisa ser passado até o final, pois, mostra como Sodoma e Gomorra foram destruídas e esse não é o foco do estudo. Então passe apenas os primeiros 5 (cinco) minutos. Se as crianças tiverem curiosidade em ver o resto do filme (o que certamente acontecerá) diga que na próxima aula vocês verão. Obviamente, você terá de preparar uma aula como esta para que não seja apenas uma sessão de cinema e sim um momento de aprendizado.

Aplicação: Guerra de bolas
Peça para que as crianças o ajudem a marcar uma linha com fita crepe no meio da sala. Divida as crianças em dois grupos, um grupo de Abraão e um grupo de Ló. Dê a cada grupo um pacote de bolas de papel.
- Diga a eles: “Pensem que vocês estão muito zangados uns com os outros. Então, quando eu der o sinal, explodam e joguem bolas de papel no grupo que está do outro lado da linha. Atirem todas as bolas de papel que tiverem, quanto mais bolas jogarem em você, mas você jogará também. Quando eu avisar que o tempo acabou, a equipe que tiver mais bolas do seu lado da linha perderá. Vamos lá, um, dois, três e JÁ!”.
Depois de terminado, anuncie o vencedor. Então pergunte:
♥ Como você se sente como um vencedor? (Espere as respostas).
♥ Como você se sente como um perdedor? (Espere as respostas).
♥ Em que esta guerra de bolas de papel se parece com uma discussão de verdade?(Espere as respostas).
♥ Em que esta guerra de bolas de papel é diferente de uma discussão de verdade?(Espere as respostas).
♥ O que poderíamos fazer para que não houvesse nem vencedores, nem perdedores? (Espere as respostas).
- Termine dizendo que é divertido atirar bolas uns nos outros. Mas, não é divertido quando deixamos explodir nossa raiva e começamos a trocar palavras grosseiras e a ofender as pessoas para nos defendermos. A Bíblia diz que podemos ficar com raiva, porém, não podemos deixar que essa raiva nos domine a ponto de xingarmos, ofendermos e brigarmos com alguém. Devemos orar e dizer a Deus que estamos com raiva de alguém ou alguma coisa, mas nunca devemos tomar atitudes erradas por causa da nossa raiva. Com certeza, Abraão ficou chateado com o que aconteceu, mas ele foi um pacificador, ou seja, ele agiu com paz e deu tudo certo. Assim como Abraão, devemos ser pacificadores, ao invés de instigar a brigas e xingamentos, devemos mostrar que tudo se resolve melhor com paz.

Sugestão de atividade de fixação
Distribua para cada criança uma cópia da atividade “Certificado de Pacificador” e um lápis. Diga que eles só irão escrever seus nomes no final. Peça para que alguém leia o versículo-chave aprendido hoje e que também está no certificado. Então peça para que as crianças leiam as dicas de pacificação que estão nos cantos do certificado. Dê ênfase às dicas, explique cada uma se necessário. Agora peça para que as crianças imaginem as seguintes situações:
♥ Seu irmão pediu emprestado sua bicicleta. No dia seguinte você percebe que o pneu está furado, o que você faria? (Deixe que eles respondam).
♥ Você está estudando e sua irmã ligou o som muito alto e você não consegue se concentrar na tarefa, o que você faria? (Deixe que eles respondam).
♥ Alguém, sem querer, tromba com você nos corredor da escola e suas coisas caem no chão, o que você faria? (Deixe que eles respondam).

OBS.: Você pode criar outras situações para que as crianças pensem. Depois de terminado diga a elas que quem está disposto a ser de fato um pacificador e não um “briguento”, pode assinar o nome no certificado.

OBS.: Esta proposta de aula é baseada no Livro Um dia Diferente de Lois Keffer.



http://blogdatell.blogspot.com.br/

Zaqueu, o publicano

Zaqueu, o publicano

Que alegria poder escrever sobre esta história!
A história de Zaqueu esta registrada apenas em Lucas 19.1-10. Esta história nos mostra, o quanto somos amados por Deus, e que Ele nos vê mesmo nos lugares mais ocultos.
Zaqueu era um homenzinho baixinho, ele era publicano, ou seja, cobrador de impostos. Ele tinha que sair cobrando os impostos do povo israelita para o governo romano. Naquela época, os cobradores de impostos tinham fama de cobrar imposto a mais do povo, e assim, ficar com esse dinheiro a mais que recolhiam.
Zaqueu também era muito rico e tinha tudo o que queria, porém não tinha algo muito valioso,  ele não tinha alegria. Às vezes nos sentimos assim como Zaqueu, temos tudo (casa, comida, cama quentinha, dinheiro), porém não somos felizes. E então, o que Zaqueu poderia fazer para ser feliz? E nós como podemos fazer? É simples, deixar Jesus entrar no nosso coração e nos encher de alegria e paz.
Um dia, Zaqueu ouviu alguma coisa sobre Jesus. Ele ouviu dizer que Jesus ajudava as pessoas, curava os doentes e até perdoava os pecadores. E então, Zaqueu ficou com muita vontade de conhecer Jesus. Quem sabe isso faria a diferença em sua vida? E não demorou muito tempo, até que Zaqueu ouviu uma das notícias mais alegres: Jesus está vindo a Jericó! Jericó era a cidade onde Zaqueu morava. E ele pensou: - É a minha chance!
Jesus estava se aproximando e junto com ele, uma grande multidão. Como Zaqueu era pequeno, não podia vê-lo nem aproximar-se de Jesus, então ele teve uma brilhante idéia: resolveu subir em uma árvore que estava no caminho pelo qual Jesus iria passar, assim poderia vê-lo. Pronto. Lá de cima, ele teria uma vista ótima, estaria escondido por entre as folhagens e ninguém notaria que ele estava ali.
Mas Zaqueu se enganou, pois Jesus podia ver onde ele estava. Afinal, Ele sabe tudo. Quando a multidão se aproximou, Zaqueu prendeu a respiração e ficou o mais quietinho que podia, com os olhos bem abertos, para ver e ouvir Jesus. (fale esta parte com suspense e voz baixa) Estavam exatamente passando embaixo daquela arvore, onde estava Zaqueu.
Jesus parou, olhou para cima e o chamou: “Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa.” Zaqueu nem podia acreditar no que ouvira. Jesus estava dizendo que ia se hospedar na casa de Zaqueu naquela noite. Que maravilha!
Zaqueu desceu tão depressa que quase caiu, e agora caminhava ao lado de Jesus rumo a sua casa. Não sabemos exatamente o que Zaqueu conversou com Jesus, porém a Bíblia diz que em um determinado momento, Zaqueu levanta-se e diz ao Senhor: “Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quatro vezes mais.” Depois disso Jesus lhe disse: “Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.”
Agora o coração de Zaqueu estava feliz, não lhe faltava mais nada. Jesus era tudo o que Zaqueu precisava.
Com esta história entendemos que Jesus também é tudo o que precisamos em nossa vida. Se deixarmos que Ele entre em nosso coração, assim como fez Zaqueu, seremos pessoas mais felizes.
Atividades para colorir e brincar

Dia da Bíblia

Material para o Dia da Bíblia
Cada criança leva uma dessas Bíblias e lê os versos relacionados(essas Bíblias são feitas de caixa revistadas em EVA, são muito simples de serem feitas)
(Bíblia Bonita)
Eu sou uma Bíblia feliz,
Sirvo sempre que sou desejada.
Meu dono me carrega com orgulho,
Pois dos crentes sou a espada.
____________________________
(Bíblia Triste)
Eu sou a bíblia esquecida
Vivo triste em meu lar,
Meus donos vão para a igreja
E esquecem de me levar
____________________________
(Bíblia Suja)
Eu sou a Bíblia suja
Meu dono me deixa na estante
aberta no Salmos 91.
Pegando poeira constante!
____________________________
(Bíblia Rasgada)
Dentro de mim está escrito,
Que sou como uma espada.
Mas minha dona me usa,
Pra no seu filho dar pancada.
_____________________________
 Gente, esse material eu copiei de outro blog,salvei e infelizmente esqueci o link. Procurando...:)

Parece mas não é!

Achei essa atividade ótima!





sexta-feira, 9 de maio de 2014

Dia das mães - Decoração

                           

                                Dia das mães.

Decoração prática e baratinhas...porém charmosa.

Resolvi trazer para vocês uma sugestão de decoração e artes feitas por meus aluninhos.

Tema: Primavera Mães

Criamos um jardim em nosso mural. As flores foram confeccionadas pelos alunos. As mamães visitaram a salinhas e passearam pelo jardim, no canteiro de flores colheram a flor com o seu nome.Veja as fotos:





As florzinhas laranjas (acima), eram coladas em palitos de picolé, os palitinhos também estavam decoradinhos e dedicado as mamães.





Abaixo: flores com bombons, fixadas à parede com fita crepe.


sábado, 3 de maio de 2014

Chapeuzinho e o lobo

Personagens:
  • Chapeuzinho
  • Lobo
  • Mãe
  • Caçador
 Caracterização:
  • Capa vermelha para a chapeuzinho
  • Menino bem vestido (traquino)
  • A mãe deve está vestida com roupas longas
  • Caçador com uma bíblia


1º ato:

Mãe:
 - Chapeuzinhooooo, pegue essas frutinhas e vá deixar na casa da vovozinha. Mais não passe no beco do pecado...lá tem muita sujeiras.

Chapeuzinho:
  Certo mamãe, pode deixar! 
(Acontece que Chapeuzinho pensou, e pensou e resolveu pegar o caminho mais curto).
olhando para a platéia fala:
- Ora, vou pegar o beco do pecado...vou bem escondidinha, a minha mãe nunca saberá rsrrsrs, e vocês fiquem bem quietinhos,psiiiiiu!!! silêncio! (e segue cantando)

2º Ato

 - Pelo o beco agora eu vou tão sozinha, vou levar as frutas para a vovozinha, o beco é esquisito e também é deserto e o lobo mal está aqui por perto.
 Enquanto Chapeuzinho canta aparece o Lobo, ele para Chapeuzinho e a convida para brincar um pouco, oferece pirulitos e a incentiva a brigar com outros meninos. O celular de Chapeuzinho toca, a mãe dela está preocupada... Ela responde mentindo - Olá mamãe, estou com a vovozinha, ela adorou as frutinhas! Chapeuzinho sentiu-se mal por ter mentido para a sua mãe e decide ir embora:
- Lobo eu já vou!
- Não menina, não vá. O beco do pecado é muito bom. Aqui você mente, fica suja! Fique mais, fique!
Chapeuzinho começa a ficar com medo, ela nunca havia mentido antes; tenta sair, mais o lobo a segura, derrubas as frutinhas e ela se desespera e chora (o lobo segura Chapeuzinho) e pede socorro.

3º Ato

De longe o Caçador escuta alguém pedindo socorro. Ele se aproxima e reconhece Chapeuzinho ( ele mora vizinho a casa dela).
- Chapeuzinho!!!!!!!!!!! O que fazes aqui? Você está no beco do pecado, brincando com o lobo? Sua mãe sabe disso?
- Não seu Caçador, não sabe e nem quero que ela saiba, estou envergonhada, desobedeci a minha mãe e agora fiquei presa aqui... (Chapeuzinho chora).
- Não, não podes pensar assim, vamos até a sua mãe contar toda a verdade.
Antes de sair, o Lobo zomba de Chapeuzinho (faz piadas por que ela é certinha, obediente), mais o Caçador consegue chegar perto dele e o acalma com boas palavras, tira o menino do beco do pecado. Os três seguem ao encontro da mamãe que entra chorando, preocupada por que já havia escurecido e Chapeuzinho não atendia mais o celular (a mãe já havia ido na casa da vovozinha).
 Chapeuzinho, incentivada pelo Caçador conta para a mãe toooda a verdade. O lobo também apresenta os erros de ambos.

4º Ato

 O Caçador fala de comportamento para as crianças ( os personagens sentam-se para ouvir):

Sabe crianças, temos que ser obedientes e seguir o melhor caminho. Você sabia que Jesus subiu aos seus para nos preparar uma nova morada, sem mentiras, sem brigas, sem pessoas desobedientes.
Sabem me dizer que caminho é esse?
Será que é pelo Beco do Pecado ( deixar que as crianças respondam)?
 Ora, Jesus é o caminho. Deixa eu abrir aqui a minha Bíblia para ler algo muito especial para vocês, quem tem Bíblia abre comigo (projetar o versículo ou apresentar em cartaz):

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.   João 14:6 (repitam o versículo para memorizar) .

O que devemos fazer para poder morar nesse lugar maravilhoso?

-Amar Jesus, amar o próximo , ser fiel a sua palavra.

Você quer seguir esse caminho Lobo? Tem mais crianças que quer?

Vamos orar.


 
                                                                             

                                                                                       Lé Souza



quarta-feira, 23 de abril de 2014

DECORAÇÃO DIA DAS MÃES/MULHER

                   

                        GENTE,OLHA QUE IDEIA LINDA!



BELÍSSIMA FLOR EM PAPEL CREPOM:

Passo a passo:












 Quer mais?
Visite : http://vaniartecomamor.blogspot.com.br/2012/06/flores-de-papel-crepom.html

terça-feira, 22 de abril de 2014

http://pt.slideshare.net/lesouza9/corinho-20123

EBF - Dicas

Evangelizar criança é bom demais!!!

Amores, tudo bem com vocês?

 Todos os anos diversas igrejas realizam a EBF, que de fato é um evento muito proveitoso. Mais hoje eu vos trazer uma sugestão diferente, foi realizado na nossa igreja é deu muito certo, e já estamos entrando para o 4º ano. É totalmente evangelístico, vou apresentar o projeto, façam vocês também!


         KIDS DAY  (projeto que nasceu do coração da tia Elandia)

Primeiro passo é definir uma data ,tema e equipes.

Nosso tema para 2014: Jesus conta com você!

Estrategias: Sair na comunidade em busca de crianças. Queremos abordar de forma divertida, mais não perder o foco:PALAVRA DE DEUS.
Procurar usar uma linguagem simples. Distribuir pirulitos e bilhetinhos com versículos. 
Convidar essas crianças para a EBD, preparar os professores para discipular nossos amiguinhos.
 A data que escolhemos: 11 de outubro, portanto temos 5 meses para organizar o evento que dará o encerramento oficial do projeto.

Evento...

Equipes:

Decoração:
A equipe de decoração estará responsável por tudo referente a ornamentação do local, lembranças, convites...
Cozinha: 
Responsável por preparar e servir os lanches.
Louvor:
A equipe do louvor deve preparar repertorio, ensaiar e apresentar no dia do evento, também ficara responsável por coreografias.
Teatro: 
Responsável por peças para o evento.
Apoio:
A equipe de apoio é importantíssima, deve estar atenta em organizar acolhimento, separar grupos por idade para a gincana e brincadeiras, como também para receber o lanche.
Gincana:
Muito raro ver uma boa equipe preparar a gincana, portanto, deve haver escolhas de brincadeiras adequadas e regras para o momento. 
Supervisão:
Na supervisão deve ser colocado pessoas que possam ficar atentas as possiveis saídas e entradas no local do evento, em manter o ambiente limpo e organizado, observar se as equipes precisam de apoios...
Equipe de socorro:
A equipe de socorro dever ter um enfermeiro e kit de primeiros socorros, também telefone e carro a disposição.

Para cada equipe deve haver um líder, para o evento geral uma coordenação.Sugiro 1 reunião mensal com todos e ensaios frequentes para o louvor e teatro. O evangelismo deve ser no minimo 2 vezes ao mês.

Formato de evangelismo pré evento:


A equipe caracterizada;
Peça relâmpago;
Corinhos coreografados;
Palavra;
Oração;
Convite.

Devem sair nas ruas, com buzininhas suaves e corinhos acompanhados por violão e pandeiros (sem exagerar nas batidas)...convidar as pessoas que estiverem nas calçadas para acompanharem a equipe até o finalzinho da rua ( procure lugares com pouco movimentos de veículos)  se postem numa calçada (peçam permissão do dono da casa, para não haver constrangimentos) e realize o evento...gaste pouco tempo, 30 minutos é o suficiente.

  
Lembrando que de forma alguma a igreja é uma forma de atração, apenas proponho uma estrategia de convite para o evangelismo infantil, sendo que o principal é falar do evangelho.



veja também: http://sementinhasnatal.blogspot.com.br/2012/02/planejando-ebf-escola-biblica-de-ferias.html

>>>>>>>>>>>>>>Volto com mais novidades : Evento e pós evento...


Duvidas,sugestões ou críticas : soremm09@gmail.com






domingo, 20 de abril de 2014

Aniversário do Sementinhas de Jesus


Dia 12 de abril foi realizada uma linda festa em comemoração aos 10 anos de louvor do grupo infantil Sementinhas de Jesus, atualmente sob a liderança das amadas Dorinha e Thainara.
Recebemos muitas crianças da comunidade e grupos de louvor da Catedral da Plenitude ( nossa igreja mãe) e ADEMP-Patané (irmanzinha do litoral sul). O apoio do nosso Pr Tarcizio e sua esposa Daniela foi essencial para a realização do evento...muuuito obrigada!
Somos gratos ao Senhor por nos ajudar!!Louvado seja Teu Nome!!!



Veja uma seleção de fotos do nosso evento:








segunda-feira, 17 de março de 2014

Material riquíssimo! SLIDES P CULTO INFANTIL.

http://pt.slideshare.net/lesouza9/slides-para-culto-infantil-temafilhos-de-deus

domingo, 16 de março de 2014

Culto Infantil - DEUS É AMOR

                       

            Culto infantil - ADEMP/Pajuçara

 Obrigado meu Deus, por me dá outra vez a oportunidade de trabalhar com as crianças em Pajuçara. Sentir o teu amor é bom demais!!!!!!
                     

Tema: Deus é amor
Musica: Por amor
Corinho: Oh quão bom e quão suave...( escolhemos esse por motivo de interagir uns com os outros, a musiquinha fala de união e amor)
Reflexão: O bom samaritano (fixa na crianças a idéia que devemos cuidar sempre, amar sempre).


Um culto festivo ao nosso Deus.










segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Você Realmente Confia em Deus?

Você Realmente Confia em Deus?

Contam que um alpinista, desesperado por conquistar uma altíssima montanha, iniciou sua escalada depois de anos de preparação. Como queria a glória só para ele, resolveu subir sem companheiros.
Durante a subida foi ficando tarde e ele não havia se preparado para acampar, sendo que decidiu seguir subindo até que escureceu.
A noite era muito densa naquele ponto da montanha e não se podia ver absolutamente nada. Tudo era negro, visibilidade zero, a lua e as estrelas estavam encobertas pelas nuvens.
Ao subir por um caminho estreito, a poucos metros do topo, escorregou e precipitou-se pelos ares, caindo a uma velocidade vertiginosa.
O alpinista via apenas manchas velozes passando por ele e tina a terrível sensação de estar sendo sugado pela gravidade. Continuava caindo e, em seus angustiantes momentos, passaram por sua mente alguns episódios felizes e outros tristes de sua vida.
Pensava na proximidade da morte, sem solução. De repente, sentiu um forte solavanco, causado pelo esticar da corda pela qual estava amarrado e presa nas estacas cravadas na montanha.
Naquele momento de silêncio e solidão, suspenso no ar, não havia nada que pudesse fazer, então gritou com todas as suas forças:
_ Meu Deus, me ajuda!
De repente, uma voz grave e profunda lhe respondeu:
_ Que queres que eu te faça?
_ Salva-me, meu Deus!
_ Realmente crê que eu posso salva-lo?
_ Com toda certeza, Senhor!
_ Então, corta a corda na estás amarrado.
Houve um momento de silêncio e o homem se agarrou mais fortemente à corda.
_ Por quê duvidas? Não crês que sou Deus e posso salva-lo?
_ Sim Senhor, mas...
_ Se creres, verás a glória de Deus. Corta a corda!
Conta a equipe de resgate, que no outro dia encontraram o alpinista morto, congelado pelo frio, com as mãos agarradas fortemente à corda; a apenas dois metros do solo.

E você? Cortaria a corda?

Às vezes precisamos tomar decisões que testam nossa fé em Deus. E nós, que estamos tão agarrados às cordas, soltaríamos?
Devemos diariamente exercitar nossa confiança em Deus, lembrando sempre que: “O senhor nosso Deus nos segura pela mão e diz: Não temas, eu te ajudo”. Isaias 41:13.

REFLEXÕES

Deus nunca erra!

Um rei que não acreditava na bondade de DEUS. Tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito, Ele não erra!

Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei. O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão.

Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: Deus é bom? Se Ele fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo.

O servo apenas respondeu: Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e ele sabe o porquê de todas as coisas.
O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra!
Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo. Tempos depois, saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens que faziam sacrifícios humanos.

Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e soltaram-no: ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.

Ao voltar para o palácio, mandou soltar o seu servo e recebeu-o muito afetuosamente. Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Escapei de ser sacrificado pelos selvagens, justamente por não ter um dedo! Mas tenho uma dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você, que tanto o defende, fosse preso?

Meu rei, se eu tivesse ido com o senhor nessa caçada, teria sido sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Por isso, lembre-se: tudo o que Deus faz é perfeito.


Ele nunca erra! Muitas vezes nos queixamos da vida e das coisas aparentemente ruins que nos acontecem, esquecendo-nos que nada é por acaso e que tudo tem um propósito. Toda a manhã ofereça seu dia a Deus.

Peça para Deus inspirar os seus pensamentos, guiar os seus atos, apaziguar os seus sentimentos. E nada tema, pois DEUS NUNCA ERRA!!!


Sabe por que você recebeu essa mensagem? Eu não sei, mas Deus sabe, pois Ele nunca erra.......


O caminho de Deus é perfeito e a sua palavra sem impureza. Ele é o caminho de todos que nele confiam, como diz em 2º Samuel - 22 - 31. 

DINÂMICAS

01 - DINÂMICA CANTADA



1-Quando pensei em ser professor, o que aconteceu? 
2- Ao encontrar alunos com dificuldades, o que disse?
3- Quando um aluno me magoou, o que pensei?
4- Mas quando começo minha aula, qual a sensação?
5- Quando os alunos estão desanimados, pelos problemas do dia-a-dia, o que digo?
6- Como reajo às inovações?
7- Ser professor é?
8- E quando quero descobrir se estou no caminho certo...


Respostas: (cantadas pelos professores)


1- Os sonhos mais lindos sonhei! De quimeras mil, um castelo ergui.
2- Levanta, sacode a poeira e dá volta por cima.
3- Ainda vai levar um tempo pra fechar o que feriu por dentro. É natural que seja assim, tanto pra você quanto pra mim.
4- Quando eu estou aqui, eu vivo este momento lindo. Olhando pra você e as mesmas emoções sentindo.
5- Canta, canta minha gente deixa a tristeza pra lá. Canta forte canta alto que a vida vai melhorar.
6- Tudo que se vê não é, igual ao que a gente viu a um segundo. Tudo muda o tempo todo no mundo. Não adianta fugir, nem mentir pra si mesmo, agora, há tanta vida lá fora. Aqui dentro sempre como uma onda no mar...
7- Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Cantar, cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz. Eu sei que a vida devia ser bem melhor s será. Mas isso não impede que eu repita: é bonita, é bonita e é bonita.
8- Olho pro céu e vejo uma nuvem branca que vai passando, olho pra terra e vejo uma multidão que vai caminhando. Como essa nuvem branca essa gente não sabe aonde vai. Quem poderá dizer o caminho certo é você MEU PAI. Jesus Cristo, Jesus Cristo, Jesus Cristo eu estou aqui.









02. Dinâmica das balas



Deixe em cima de cada mesa uma bala embrulhada em papel. E fale para o grupo que cada um pode comer a sua bala desde que não abra com as mãos.
Deixe os tentar . Depois, fale ,novamente, assim: Vocês não podem abrir a bala com as SUAS mãos.


Leve-os a pedir a ajuda do outro que está ao seu lado para abrir a bala.Outro momento de falar em cooperação e solidariedade. Discuta com eles sobre isso . Coloque a música “Bola de meia, Bola de Gude” ( Milton Nascimento) para ouvirem e pensarem.








03. Dinâmica de tirar o chapéu

Materiais: um chapéu e um espelho
O espelho deve estar colado no fundo do chapéu.
Procedimento: O animador escolhe uma pessoa do grupo e pergunta se ela tira o chapéu para a pessoa que vê e o porquê, sem dizer o nome da pessoa. Pode ser feito em qualquer tamanho de grupo e o animador deve fingir que trocou a foto do chapéu antes de chamar o próximo participante. Fizemos com um grupo de idosos e alguns chegaram a se emocionar depois de dizer suas qualidades.






04. Dinâmica das varinhas

Material a ser usado: Um feixe de 16 varinhas (pode-se usar palitos dechurrasco)

Objetivo: União do grupo. A fé como força que pode agregar, unir e dar resistência às pessoas.
1. Pedir que um dos participantes pegue uma das varinhas e a quebre. (o que fará facilmente).
2. Pedir que outro participante quebre cinco varinhas juntas num só feixe (será um pouco mais difícil).
3. Pedir que outro participante, quebre todas as varinhas que restaram, se não conseguir, poderá chamar uma outra pessoa para ajudá-lo.
4. Pedir que todos os participantes falem sobre o que observaram e concluíram.
5. Terminar com uma reflexão sobre a importância de estarmos unidos.






05. Dinâmica da comunicação gesticulada

- Participantes: 15 a 30 pessoas
- Tempo Estimado: 30 minutos
- Modalidade: Comunicação Gestual.
- Objetivo: Analisar o processo de comunicação gestual entre os
integrantes do grupo.
- Material: Aproximadamente vinte fichas com fotografias ou desenhos
para serem representados através de mímicas.
- Descrição: O coordenador auxiliado por outros integrantes deve
encenar através de mímicas (sem qualquer som) o que está representado
nas fichas, cada qual em um intervalo de aproximadamente um minuto.
Os demais integrantes devem procurar adivinhar o que foi
representado. Em seguida, deve-se comentar a importância da
comunicação nos trabalhos e atividades do cotidiano, bem como do
entrosamento dos integrantes do grupo para que juntos possam até
mesmo sem se comunicar entender o que os outros pensam ou desejam
fazer.

 


06. Dinâmica do nó

Dinâmica do nó
Material: Não é necessário
Desenvolvimento: Os participantes de pé, formam um círculo e dão as mãos. Pedir para que não se
esqueçam quem esta a seu lado esquerdo e direito.
Após esta observação, o grupo deverá caminhar livremente. a um sinal do animador o grupo deve
para de caminhar e cada um deve permanecer no lugar exato que está. Então cada participante
deverá dar a mão a pessoa que estava a seu lado (sem sair do lugar, ou seja, de onde estiver ) mão direita para quem segurava a mão direita e mão esquerda para quem segurava a mão esquerda. (Como no início). Com certeza, ficará um pouco difícil devido a distância entre aqueles que estavam próximos no início, mas o animador tem que motivar para que ninguém mude ou saia do lugar ou troque o companheiro com o qual estava de mãos dadas. 
Assim que todos estiverem ligados aos mesmos companheiros, o animador pede que voltem para a
posição natural, porém sem soltarem as mãos e em silêncio. (O grupo deverá desamarrar o nó feito
e voltar ao círculo inicial, movimentando-se silenciosamente.) Se após algum tempo não conseguirem voltar a posição inicial, o animador libera a comunicação. Enfim, partilha-se a experiência vivenciada. (destacar as dificuldades.)
Obs: Sempre é possível desatar o nó completamente, mas quanto maior for o grupo, mais difícil fica. Sugerimos que se o grupo passar de 30, os demais ficam apenas participando de fora.